PUBLICIDADE
Jornal

FAC e Leme dão início à nova edição

"Conheça, apadrinhe, mude" e "Troco likes por uma causa importante" são as campanhas de estudantes da FAC em parceria a agência Leme Digital

20/05/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Com os slogans “Conheça, apadrinhe, mude” e “Troco likes por uma causa importante”, os estudantes do curso de Publicidade e Propaganda da Faculdade Cearense (FAC), em parceria com a agência Leme Digital, desenvolveram peças para divulgar e incentivar doações para as instituições Pirambu Digital e Casa de Apoio Sol Nascente, respectivamente. A iniciativa faz parte do projeto Somos Todos Humanos (STH), desenvolvida pelo Grupo de Comunicação O POVO e Fundação Demócrito Rocha, que conta com a participação de instituições de ensino superior, agências digitais e entidades que desempenham trabalho social no Estado.

[SAIBAMAIS]

Assim, um grupo de alunos de cada faculdade, do curso Publicidade e Propaganda, juntamente com uma agência digital, ficaram responsáveis por desenvolver campanhas para duas entidades diferentes. A veiculação começou no dia 27 de março de 2017 e vai até o dia 25 de maio no O POVO Online e nas redes sociais do O POVO. As peças desenvolvidas para a entidade Pirambu Digital foram veiculadas entre os dias 30 de março a 3 de abril. Já as produzidas para Casa de Apoio Sol Nascente foram veiculadas entre o dia 4 a 8 de abril.


Segundo a coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda da FAC, Luana Amorim, cerca de 40 alunos das disciplinas de Estágio Curricular e Direção de Arte participaram do processo seletivo para escolher as duas melhores peças, uma para cada entidade. Os alunos foram divididos em sete grupos, criando as peças entre os meses de fevereiro e março. “Os estudantes tiveram a possibilidade de desenvolverem na prática como seria trabalhar para um cliente no mercado. Eles participaram de todas as etapas do projeto”.


Leonardo Leitão, Diretor de Negócios da Leme Digital, conta que os estudantes entenderam a real necessidade do projeto, fugindo do padrão e trazendo elementos atuais e inovadores para a campanha. “Houve uma diferença muito grande entre os ganhadores e os outros alunos concorrentes. Eles se destacaram na redação e no design. Também foram atrás de um conceito, tinham um propósito e fugiram do tradicional. Isso fez uma diferença muito grande”.


Segundo o diretor, a experiência promoveu uma proximidade entre a agência e a academia. Leonardo conta que o trabalho da agência foi mentorear os estudantes, mostrando como funciona a realidade do mercado. “Há uma necessidade de mais ações como essa, por parte da faculdade, vinculadas com o mercado, tendo em vista o trabalho social para essas entidades, que tem baixíssimo apoio governamental”.

 

A campanha

O projeto Somos Todos Humanos teve início em 2014, quando 12 agências foram convidadas para desenvolverem campanhas voltadas para o combate aos preconceitos social, racial, de orientação sexual e religioso. Em 2015, foram incluídas quatro instituições de ensino superior, oito entidades beneficentes e teve apoio do Sindicato das Agências de Propaganda do Ceará (Sinapro-CE).

 

Das 12 entidades desta edição, quatro fazem sua estreia: Associação Nossa Casa Mãe África, Pirambu Digital, Fundação Terra e Associação das Comunidades dos Índios Tapeba de Caucaia (Acita). Nas próximas edições, a Mercado apresentará as agências Orb Digital, Carbono Digital, Rock Digital, Time Digital e Código Digital, com suas entidades e faculdades parceiras.

 

TAGS