PUBLICIDADE
Jornal

Casa Azul Ventures vai impulsionar boas ideias

A aceleradora Casa Azul Ventures, parceria do O POVO e a consultoria Elougroup, foi lançada ontem em cerimônia que reuniu jovens com boas ideias em busca de ajuda para impulsionar suas startups

26/05/2017 01:30:00
NULL
NULL

[FOTO1] 

Um ambiente em que a inovação e a experiência fazem morada. Foi com esta convicção que foi lançada ontem a Casa Azul Ventures, aceleradora de desenvolvimento de startups, do Grupo de Comunicação O POVO e a empresa de consultoria Elogroup. O espaço já nasce com três empreendimentos digitais sendo assistidos para chegar de forma mais rápida e eficiente ao mercado. Até o final do ano, pelo menos mais sete projetos serão selecionados.

[SAIBAMAIS]

“Vamos fazer da Casa Azul um ponto de convergência de ideias inovadoras. Um local de encontro entre as startup e grandes empresas, para a troca de experiência e ampliação dos negócios”, afirmou a presidente do Grupo de Comunicação O POVO, Luciana Dummar, durante cerimônia realizada no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).


Falando para um público formado essencialmente por jovens, Luciana lembrou que a busca pelo novo sempre norteou os quase 90 anos de história do O POVO, desde a escolha do nome do jornal feita por meio de concurso de cartas promovido pelo fundador Demócrito Rocha. Também se fez presente na espécie de “financiamento coletivo” que garantiu o crescimento da empresa em troca de assinaturas vitalícias. “O jornal O POVO nasceu como uma startup, ainda que, na época, esse termo não fosse usado para identificar empresas inovadoras”.

[QUOTE1]

Hoje, esta força no mercado de comunicação, aliado à expertise da Elogroup sobre gestão de tecnologia, processos e inovação, vão ajudar a alavancar quem está começando.


Além de mentoria de marketing, mídia, apoio jurídico, inovação, gestão e logística, as startups vão ter acesso à extensa rede de contatos destas empresas e, em alguns casos, também aporte financeiro para o desenvolvimento dos produtos.

[FOTO2]

“Eu não tenho dúvida de que muitas pessoas só precisam de um empurrãozinho para transformar boas ideias em um negócio fantástico”, afirmou o sócio fundador da Elogroup, Rafael Clemente.


Vírgilio Araripe, reitor do IFCE, que também é parceiro da Casa Azul, destacou que o conhecimento produzido no Instituto só vem a somar para que estas empresas cheguem ao mercado com eficiência. “Nós vamos estar lado a lado da Casa Azul ajudando estas empresas a se estabelecerem, gerarem emprego e inovação”.

[FOTO3]

Três startups já foram selecionadas: Caixa da Cegonha, Urbis e Mercadapp. Mas a aceleradora segue aberta para análise de novas propostas. “Hoje já temos 2 mil associados, mas acreditamos que podemos ir bem mais longe com o apoio da Casa Azul”, afirmou Lucas Barreto, sócio da Urbis.


Além da visibilidade, a possibilidade de aperfeiçoar processos é o que busca Gabriel Pinheiro, da Mercadapp. “É uma chance única”.

 

NÚMEROS

 

10

Startups serão selecionadas até o fim de 2017 para entrar na Casa Azul Ventures

 

Irna Cavalcante

TAGS