PUBLICIDADE
Jornal

José Avelino passará por restauração de R$ 2 mi em 60 dias

Feirantes não poderão ocupar mais a rua. Galpões sem alvará serão lacrados a partir do dia 15 de maio

28/04/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

A Prefeitura de Fortaleza apresentou ontem, no Paço Municipal, o projeto de reestruturação da rua José Avelino e avenida Alberto Nepomuceno, no Centro. São previstos R$ 2 milhões em investimentos com recursos próprios nas obras e 60 dias para a execução das intervenções, com data marcada para começar dia 15 de maio.

[SAIBAMAIS]

Os feirantes do setor têxtil atacadista do entorno serão realocados para mil boxes no Mercado São Sebastião e Centro Municipal de Pequenos Negócios (Beco da Poeira) ou podem optar ir para estabelecimentos privados, como o Centro Fashion, no Jacarecanga., onde a Prefeitura pretende criar corredor têxtil com incentivo a criação de estabelecimentos privados com boxes.


Patrimônio histórico, a José Avelino passará por restauração do calçamento, que permanecerá em pedra tosca, mantendo a demarcação do trilho do antigo bondinho que circulava pela região. Durante intervenção haverá bloqueio entre a avenida Alberto Nepomuceno e a rua Boris. A rua Baturité também passará por bloqueio, sendo permitido apenas tráfego local. A José Avelino receberá mobiliários urbanos, paisagismo, iluminação em LED e faixas elevadas para pedestres.


A avenida Alberto Nepomuceno passará por requalificação viária no trecho entre a avenida Pessoa Anta e a rua Sobral. As intervenções terão início com reconstrução do canteiro central e calçadas. Está prevista ciclofaixa no trecho entre a avenida Pessoa Anta e rua José Moreira. Serão bloqueados os passeios em ambos os lados por etapas.


O projeto prevê ainda intervenções na Praça Caio Prado, conhecida como Dom Pedro II, com recuperação da pavimentação, do paisagismo e da fonte. A calçada da rua Sobral será estendida. Já a da Travessa Icó passará por requalificação, com reforço de iluminação e paisagismo. “Iremos regulamentar estacionamento de ônibus em todo o Centro da Cidade para não ficarem ocupando 300m, 400 m, de faixa de rua”, diz o prefeito Roberto Cláudio.


Com o fim da feira da José Avelino, dos cerca de 5 mil feirantes do entorno, 323 se cadastraram para ocupar boxes públicos no Mercado São Sebastião ou Beco da Poeira. Todos que tiverem o perfil baixa renda serão contemplados em sorteio na próxima sexta-feira. Aqueles que não participaram deste primeiro cadastro podem procurar a Regional do Centro.


Em relação aos 32 galpões da rua, o prefeito diz que apenas os regularizados poderão permanecer. Segundo ele, 13 já solicitaram alvará de funcionamento, mas nenhum ainda o obteve. Adail Fontenele, secretário da Regional, diz os irregulares serão lacrados.


O fim da feira, marcado para 14 de maio, caracteriza o cumprimento de acordo, feito há oito anos e nove meses, entre Prefeitura, feirantes e Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), que previa a desocupação da José Avelino. A ação está ainda dentro do Projeto Fortaleza 2040, que prevê a revitalização do Centro, com criação de corredor cultural e turístico, partindo da Praia de Iracema até a avenida Duque de Caxias, na sede do Dnocs.

 

DEGRADAÇÃO


Impactos da feira nas ruas


1) Sem a feira, dá para constatar o estado de degradação da José Avelino, com buracos e lixo na rua 2) Esta é a avenida Alberto Nepomuceno no seu estado atual. Ela passará por intervenções da Prefeitura 3) Campanha #euficocomajoséavelino em galpão na José Avelino.

 

Multimídia


Veja projeto da José Avelino

http://bit.ly/2k4q5wC

 

Beatriz Cavalcante

TAGS