PUBLICIDADE
Jornal

Modelo de sociedade da Kogas é pré-definido

29/03/2017 01:30:00

O modelo de gestão e a composição societária da sul coreana Korea Gas Corporation (Kogas) foram pré-definidos ontem em reunião entre a empresa, o Governo do Estado, representantes da Companhia de Gás do Ceará (Cegás) e da Petrobras.


A Kogas tem interesse em instalar uma usina fixa de regaseificação no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp) para fornecer gás natural às empresas instaladas no complexo, que utilizam o combustível para gerar energia.


As porcentagens de participação de Kogas, Governo do Estado, Cegás e Petrobras ainda serão definidas. Para viabilizar o projeto, a Kogas prevê ter outros dois parceiros, que ainda serão escolhidos, mas que pode ser um fundo de pensão. Além disso, haverá necessidade de participação de uma empresa construtora a ser definida pela Kogas.


Para Antonio Balhmann, assessor especial de Assuntos Internacionais do Governo, seria interessante que houvesse parceria com a sul coreana Posco E&C, que realizou a construção da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).


“O Governo acredita que seja interessante que sejam duas empresas coreanas. Mas a Kogas é livre para fazer sua escolha. Mas como a Posco já conta com quadros de engenheiros do Ceará, porque construiu recentemente a CSP, seria muito importante a participação dela”, diz.


Foram definidos ainda subgrupos técnico e administrativo para dar mais celeridade ao início das obras da usina. Esses grupos cuidarão de licenças, projetos de financiamento, entre outras etapas, e contarão com representantes da Kogas, Cegás e Governo do Estado.


O cronograma de execução do projeto seguirá a seguinte ordem: estudo de viabilidade, elaboração de projeto básico, Estudo de Impacto Ambiental Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima), financiamento e obras. A Kogas ainda se reunirá com a administração da Petrobras para negociar a compra do terminal de gás da estatal no Pecém. (Beatriz Cavalcante)

 

Adriano Nogueira

TAGS