PUBLICIDADE
Jornal
>

Prioridade é fortalecer a indústria local

Novo titular da SDE foi nomeado ontem pelo governador Camilo Santana. Dentre as bandeiras estão a criação de polos setoriais e fomento aos incentivos fiscais

08/02/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Átila Varela

atilavarela@opovo.com.br
[SAIBAMAIS]

O fortalecimento do setor industrial local será uma das prioridades de César Ribeiro, nomeado ontem pelo governador Camilo Santana, titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Na mesma ocasião, Camilo nomeou Nicolle Barbosa, à frente da SDE desde 2015, como presidente da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece).


“Um novo pensamento de desenvolvimento, fortalecendo as indústrias locais, mas sem abrir mão dos investimentos. A empresa local gera emprego e renda. Precisamos criar condições competitivas para elas”, disse em entrevista ao O POVO. A informação da nomeação havia sido antecipada pelo colunista Jocélio Leal (Vertical S/A) na noite de segunda, 6.


A atratividade de grandes players nacionais e internacionais para o Estado seguirão em pauta. Um dos chamarizes seria a criação de polos setoriais de investimento. O objetivo é aproveitar as potencialidades de cada região do Ceará, fomentando a instalação de empresas (de segmentos diversos) nas áreas. O secretário cita o exemplo do emirado Dubai, no Oriente Médio. “Criaram condições para que as empresas se instalassem, numa única região, agregando condições. Temos regiões no Estado que são fortes em determinados setores”, adianta. Mas o modelo tem de estar pautado na sustentabilidade. “A formação de um grande investimento isolado arrasta o desenvolvimento de uma região para baixo”, analisa, destacando a necessidade de formar uma cadeia produtiva para atender futuros empreendimentos.


Na próxima semana César Ribeiro espera se reunir com indústria, comércio, além de secretarias para traçar estratégias de melhoria da economia do Estado. “Tenho a política de ir a campo. Vamos chamar as secretarias para trabalharmos juntos. Será uma agenda rápida com os secretários e com quem faz comércio, indústria e todos os atores que ajudam na questão do desenvolvimento”, pontua.


Incentivos fiscais

A política de incentivos fiscais do Estado, destaca Ribeiro, precisa ser fortalecida para fomentar o desenvolvimento, seja do comércio, indústria, agricultura ou turismo. “Será que é só o perfil tributário que ajuda as empresas? Sabemos que o setor produtivo gasta demais para se desenvolver. Temos de analisar com calma e encontrar os caminhos. Apresentar para o Governo e o setor produtivo algo que seja bom para os dois”, analisa. Acredita que, com a formação dos polos setoriais, haverá uma pulverização dos incentivos. “Criar um pacote de incentivos naquele setor, além de outras alternativas, resultariam em pluralidade”, finaliza.

 

Saiba mais


Perfil

Formado em Administração de Empresas (SP) e MBA em Gestão Empresarial (FGV) com extensão em Ohio-USA pela Ohio University. Foi presidente da Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE-Ceará) e atualmente está como superintendente Regional do Sesi-CE.

Nicolle Barbosa

A ex-secretária assume a presidência da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece)

 

Adriano Nogueira

TAGS