PUBLICIDADE
Jornal
>

Fábrica em Brejo Santo é inaugurada e gera 811 empregos

Empreendimento está instalado em galpão industrial de 8.500 m² construído pelo Governo do Estado

17/02/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Ontem foi inaugurada a fábrica de calçados Dilly Sports, no município de Brejo Santo, região do Cariri. O investimento aproximado é de R$ 30 milhões.

Atualmente a empresa emprega cerca de mil pessoas. O empresário do setor calçadista, Fabiano Dilly, 42, afirmou que tem planos de ampliar as oportunidades de emprego na fábrica, numa segunda etapa. “Neste primeiro momento estamos gerando 811 empregos diretos. A previsão, após concluídas as próximas duas etapas do projeto de produção, é de proporcionar mais de 2 mil empregos na área de calçados”, informou durante evento de inauguração.


O Governo do Ceará construiu um galpão de 8.500m² por meio de convênio firmado com a Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), em terreno doado pela Prefeitura de Brejo Santo, onde está instalada a fábrica de calçados. “Investimos mais de R$ 10,2 milhões na construção desse espaço e tivemos a Dilly Sports como parceiros. Aqui, além dos incentivos fiscais que o Estado deu para a empresa se instalar no Ceará, construímos toda a infraestrutura da fábrica. Para mim, hoje é um dia de alegria porque estive aqui desde o início da obra, com o saudoso amigo Wellington Landim, e agora a vejo erguida”, disse o governador Camilo Santana, na noite de ontem.


Pecém

O Governo do Estado viabiliza uma reunião entre a Petrobras e a companhia coreana Korea Gas Corporation (Kogas). A empresa tem interesse em adquirir o terminal de gás natural liquefeito (GNL) da brasileira, localizado no Porto do Pecém. “Estamos agendando uma reunião com o presidente da Petrobras (Pedro Parente). Eles estão interessados no Pier. Será depois do Carnaval”, destaca Antônio Balhmann, assessor especial para Assuntos Internacionais do Ceará.


Além do terminal, a Petrobras também colocou à venda duas usinas termelétricas. Balhmann adianta que uma empresa também coreana seria responsável para assumir a operação dos equipamentos. (Com informações do repórter Átila Varela)

Adriano Nogueira

TAGS