PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Transparência: a força da relação entre marca e cliente

A transparência em relação à origem do produto significa credibilidade para empresas e segurança para o consumidor

05/05/2019 09:08:46
FORTALEZA,CE,BRASIL,26.04.2019: Novo modelo de negócio de rastreabilidade de produtos no Mercadinho São Luiz. (fotos: Tatiana Fortes/ O POVO)
FORTALEZA,CE,BRASIL,26.04.2019: Novo modelo de negócio de rastreabilidade de produtos no Mercadinho São Luiz. (fotos: Tatiana Fortes/ O POVO) (Foto: tatiana fortes)

As novidades tecnológicas na rastreabilidade ganham espaço cada vez maior no mercado. A forte tendência acolhe demanda do consumidor contemporâneo, mais antenado e preocupado com os produtos que consome. O smartphone, sempre na palma da mão das pessoas, contribui para que a inovação esteja mais presente no dia a dia de empresas e clientes, fortalecendo a relação entre a marca e seu público. A rastreabilidade, por exemplo, é prova disso.

Luiz Antônio Miranda é diretor-executivo da DCDN, grupo gestor da Dominó Nordeste, que atua na área de embalagens e soluções para empresas. Segundo ele, as atuais tecnologias que visam à segurança do consumidor são fundamentais na hora de escolher determinado item. No caso dos alimentos, a transparência em relação à origem do produto, a exemplo da rastreabilidade, significa credibilidade para as empresas.

Miranda, que também é presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças do Ceará (Ibef-CE), lida diariamente com donos de granjas de toda a região Nordeste a fim de que esses produtores adquiram maquinário para gravar a data de validade na casca dos ovos de galinha que comercializam. Ele explica que a vida útil do ovo é de apenas 21 dias. Isso porque, sem a marcação, o risco de a mercadoria vencer sem que o consumidor perceba é maior, tendo em vista que muitas pessoas costumam conservar os ovos por muito tempo na geladeira.

"Às vezes, o cliente compra ovos abaixo do preço de mercado achando que está fazendo um bom negócio. Mas, na verdade, está adquirindo um produto que já está próximo de ter o seu período de vida útil expirado", reforça. A impressão da data de validade do ovo é feita com uma tinta especial que não cause danos à saúde, conforme critérios estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Pela Dominó Nordeste, o investimento para a compra do equipamento gira em torno de R$ 20 mil. A empresa também está aberta a outros modelos de negociação, como aluguel, com objetivo de atender aos diversos perfis de clientes.

Único estado do Brasil a legislar sobre a medida como forma de garantir a segurança alimentar dos consumidores de ovo, Pernambuco já tem 90% das granjas adequadas à lei, que entra em vigor oficialmente em outubro deste ano e prevê rastreio realizado em todos os ovos. No Ceará, o case da Avine é pioneiro. Entre as dez maiores empresas do setor no País, adotou a tecnologia como forma de dar mais transparência ao consumidor. Gerente industrial da granja, César Castro conta que a impressão da data de validade na casca do ovo assegura a fabricação e zera a possibilidade de ser burlada a garantia.

"O investimento da empresa é para garantir a qualidade do produto. O resultado esperado não é exatamente aumento de faturamento, pois o crescimento da participação no mercado é uma coisa natural a partir do momento em que o consumidor passa a ver valor na nossa marca e no nosso produto", destaca Castro.

Clique na imagem para abrir a galeria