PUBLICIDADE
Jornal
Tendência

Serviços de streaming de futebol se consolidam e ganham espaço da TV por assinatura

Preços acessíveis e praticidade são trunfo de transmissões de eventos esportivos pela internet

03/03/2019 02:02:01
Fortaleza, CE, Brasil, 21-02-2019: Fernando Maymone trocou a tv a cabo pelas plataformas de streaming. (Foto: Mateus Dantas / O Povo)
Fortaleza, CE, Brasil, 21-02-2019: Fernando Maymone trocou a tv a cabo pelas plataformas de streaming. (Foto: Mateus Dantas / O Povo)

Netflix, Spotify, Deezer, Apple Music, Crackle, PopcornFlix, YouTube. O eles têm em comum? São totos aplicativos de streaming, tecnologia de transmissão instantânea de dados de vídeo e áudio pela internet. Por meio deste serviço é possível assistir a filmes e séries ou ouvir músicas sem a necessidade de fazer download, o que torna mais rápido o acesso aos conteúdos. E mais importante: em qualquer local ou horário. A tendência global chegou com força ao esporte brasileiro e estes serviços têm se consolidado de vez no mercado nacional de transmissões esportivas.

Acabando com a ideia de que os torcedores que não comparecem aos estádios ficam dependentes de rádio ou TV para acompanharem os jogos, o serviço multimídia permite acesso, em tempo real, via smartphones, tablets ou notebooks. No Brasil, hoje, são ao menos dez possibilidades de acompanhar transmissões de eventos esportivos por streaming, incluindo tanto produtos exclusivamente voltados à internet como provenientes de grandes grupos de comunicação, como Globo, ESPN, FOX e Turner - que incorporam ao digital a programação dos próprios canais. Além da praticidade, preços acessíveis, variando de R$ 13,90 a R$ 79,90 por mês também são atrativos. 

Além do fator econômico, a distribuição digitam insere mais praticidade e velocidade de informação. Tais fatores têm feito com que o streaming acabe se difundindo de forma ágil e, assim, ganhe a preferência de mais consumidores. No cenário esportivo não é diferente. O caso do auditor fiscal Fernando Mayone, 38, que há cinco anos trocou os pacotes de TV a cabo pelos de streaming, confirma a tendência.

"Sou completamente louco por esportes, maluco mesmo, mas achava um absurdo os valores de assinatura de TV para os pacotes com todos os canais esportivos, que são os de minha preferência. O streaming sai muito mais barato e eu consigo ver os jogos em todos os cantos. Praticidade e economia foram os fatores determinantes", avalia, estimando que a economia anual com a troca de TV fechada por serviços de streaming foi de cerca de R$ 3 mil.

A opção pelas transmissões online também foi oportunidade de Fernando se reaproximar de paixões dele. "Moro em Fortaleza desde 2011, mas sou pernambucano e torço Náutico. Assinar o EI Plus (streaming da plataforma Esporte Interativo) foi a única maneira de assistir aos jogos do meu time. Sem falar que acompanho também jogos da Liga dos Campeões da Europa. Tudo de forma fácil", resume.

Andre Almeida