PUBLICIDADE
Jornal
NOVO PRESIDENTE DO CONGRESSO

Atuação discreta em quatro anos como senador

Aos 41 anos,Davi Alcolumbre é comerciário com formação incompleta em Ciências Econômicas pelo Centro de Ensino Superior do Amapá (Ceap). Na eleição de 2018, disputou o governo do Amapá. Ele perdeu a eleição para Waldez Góes (PDT) e ficou em terceiro lugar.

O senador estreou na política no início deste século. Foi vereador em Macapá, três vezes deputado federal e chegou ao Senado em 2015. Senador de primeiro mandato, Alcolumbre teve uma atuação discreta nos primeiros quatro anos de mandato no Senado. Na disputa pelo comando da Casa, revelou-se um hábil articulador, congregando os adversários de Renan Calheiros e os aliados do Governo Federal. O novo presidente do Senado contou com o apoio do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também filiado ao DEM.

Ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), declarou patrimônio de R$ 770 mil. A eleição do ano passado, lhe rendeu uma acusação do Ministério Público Eleitoral por suspeita de pressionar servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Macapá (Semsa), em pleno horário de expediente, a participarem dos atos de campanha em seu favor e de sua vice, Silvana Vedovelli

É um dos mais jovens senadores a assumir a presidência da Casa. Casado e pai de dois filhos, Alcolumbre nasceu em Macapá (AP) em 19 de junho de 1977. É filho do mecânico José Tobelem e da empresária Júlia Alcolumbre. (Das Agências)

TAGS
NULL