Warning: include_once(includes/paginas/opovo/online/geral/header.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/online/geral/header.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

VERSÃO IMPRESSA

Como unir as férias dos filhos à rotina de trabalho

| FIM DE ANO | Nem sempre os pais conseguem aproveitar a folga junto com as crianças. Fazer um planejamento ajuda que os pequenos possam se divertir, descansar e ter momentos em família

00:00 | 09/12/2018

[FOTO1]

As férias escolares são, muitas vezes, uma preocupação para os pais, principalmente se eles não tem como tirar folga do trabalho no mesmo período: com quem deixar as crianças e como ocupá-las por tanto tempo? A chave para o problema é o planejamento, de forma a aproveitar da melhor forma os momentos livres em família. Uma alternativa também são as colônias de férias, normalmente ofertadas por escolas e empresas nesse período do ano.

 

Camila Alves, psicoterapeuta de crianças, adolescentes e adultos, recomenda que os pais analisem a rede de apoio, ou seja, avós, tios, amigos ou pessoas próximas da criança que possam acompanhá-la no período em que eles não estiverem em casa. Ela também aponta ser importante construir uma rotina com tempos delimitados para atividades, como, por exemplo, o uso de equipamentos eletrônicos. Isso para que o período das férias seja dinâmico. 

 

“Sem ter essa rotina, as crianças gastam muito de seu tempo de forma passiva ou ficam entediadas, irritadas por não ter para onde extravasar essa energia”, afirma.

 

A rotina estabelecida, porém, não deve ser rígida ou semelhante a do período letivo. Podem-se flexibilizar, ainda que dentro de limites, horários de sono e alimentação, por exemplo. Também é importante não preencher todo o tempo do dia da criança com atividades, deixando um tempo livre para que ela possa decidir o que fazer, como e com o que brincar. “Essa descoberta para a criança é muito importante, que ela busque a sua atividade. Esse tempo de nada fazer é muito bacana”, destaca. A especialista reitera, no entanto, que deve haver supervisão mesmo nesses momentos, para evitar brincadeiras que possam ser perigosas.

 

Caso não haja uma boa rede de apoio, Camila sugere que os pais procurem colônias de férias para ocupar o tempo livre. Uma das vantagens da proposta é permitir que a criança possa interagir com outras e construir novos laços. Os responsáveis, porém, precisam ter o cuidado de ver as atividades desenvolvidas por quem organiza a colônia, condições de segurança e competência dos profissionais. “A intenção é que a criança possa aproveitar esse tempo de uma forma construtiva, e não jogá-la em um local por não ter outra opção”, coloca.

 

A empresária Larissa Fontenelle de Moura, 42, costuma optar por inscrever Lissa, 14, Linda, 10, Lara, 7, na colônia de férias organizada por outros pais do condomínio em que mora e em cursos de canto, teatro ou dança para ocupar o tempo das meninas durante as férias. “Elas ficam 70 dias de férias (durante o ano) e a gente não”, justifica. Quando Larissa e o marido conseguem tirar férias ao mesmo tempo em que as filhas, a família costuma viajar. Quando não é possível, os momentos juntos são aproveitados depois do jantar, com jogos de tabuleiro, e nos fins de semana, em eventos culturais na cidade.

Para a artesã Josi Ladislau, 41, que trabalha em casa, acompanhar Laura, 10, e José Ricardo, 13, fica mais fácil, mesmo quando seu marido não consegue férias no mesmo período em que as crianças. Nos fins de semana, quando a família toda se reúne, gostam de ir para parques, praias e praças para brincar ao ar livre.

 

A organização das atividades não é bem delimitada; José Ricardo gosta mais de ficar em casa e Laura que decide a brincadeira ou o passeio, chamando a mãe. “A gente também se diverte em casa, com slime [material elástico, feito manualmente com cola] e jogos de tabuleiro. Por mais que ele [marido] chegue cansado, mais a noite, a gente sempre brinca”, conta. A família toda é escoteira, então fazer acampamento é recorrente, mesmo que seja dentro do apartamento.

 

Colônia

 

Se a família não tiver uma rede de apoio, uma opção nesse período é a colônia de férias. Uma das vantagens da proposta é permitir que a criança possa interagir com outras e construir novos laços

HELOISA VASCONCELOS

TAGS


Warning: include_once(includes/paginas/opovo/col.dir.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/col.dir.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(includes/paginas/opovo/online/geral/footer.php): failed to open stream: No such file or directory in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305

Warning: include_once(): Failed opening 'includes/paginas/opovo/online/geral/footer.php' for inclusion (include_path='.;C:\php\pear;D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src/libs/google-api-php-client/src/') in D:\msx\wwwroot\portal\opovo\src\scripts\Includes.inc.php on line 305