PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Fortaleza faz festa de primeira no Castelão

Gustavo marca aos 47 do 2º tempo e Leão praticamente sela retorno à Série A

00:00 | 21/10/2018
COM um gol de
COM um gol de "Gustagol", Leão despacha Paysandu

O torcedor do Fortaleza amanheceu vivendo a expectativa da coroação de uma história Centenária, mas presenciou mais do que isso. Os 57.223 leoninos que compareceram ao Castelão, ontem, deixaram o estádio não só comemorando a festa dos 100 anos de fundação do clube, que ocorreu há dois dias, mas também com a certeza que a 1ª Divisão está à porta. Nem o mais pessimista torcedor pode negar que a vitória por 1 a 0 sobre o Paysandu foi daquelas típicas de time que será premiado com acesso, que hoje parece questão de tempo.

Afinal, o Tricolor chegou aos 60 pontos e, restando seis rodadas para o fim da Série B do Brasileiro, tem vantagem de nove pontos para o Vila Nova, 5º colocado, e seis sobre o Goiás, vice-líder, o que garante boa chance não só de subida, mas também de título, que pode ser sacramentado em três rodadas.

O clima no Castelão era de festa antes mesmo da bola rolar. Mosaico em homenagem aos 100 anos do clube, bandeirões, faixas e cânticos transformaram o Gigante da Boa Vista em uma arena tricolor vibrante. Mas faltava a "cereja do bolo".

Para a festa ficar completa, só a vitória garantiria a felicidade plena dos Tricolores. Mas não foi fácil.

O jogo se desenhou de forma complicada para a equipe de Rogério Ceni, que teve muitas dificuldades na criação e finalização, além de sofrer defensivamente com investidas do Papão, que não abriu mão de atacar.

Porém, são em momentos como estes que os jogadores decisivos fazem a diferença. Curiosamente aos 47 minutos do 2º tempo, tempo que o torcedor do Fortaleza tem como uma espécie de "minuto sagrado", Gustagol recebeu cruzamento de Wilson e, de cabeça, mandou pro fundo do gol.

O artilheiro do Brasil encerrou o jejum de oito partidas sem marcar, chegou ao 27º gol na temporada e sacramentou a 18ª vitória leonina.

O triunfo comprovou a competitividade da equipe mais regular do campeonato, a única que é capaz de somar vitórias mesmo em jogos extremamente complicados e traiçoeiros, como o de ontem.

Agora, faltem seis jogos, o próximo deles novamente no Castelão, sexta-feira, contra a Ponta Preta. A contagem regressiva continua.

 

Série B

 

Fortaleza 1 -

4-3-3: Marcelo Boeck; Tinga, Ligger, Diego Jussani (Wilson) e Bruno Melo; Nenê Bonilha, Felipe e Dodô; Marlon (Romarinho) (Leonan), Marcinho e  Gustavo Henrique Técnico: Rogério Ceni

 

Paysandu 0 -

4-4-2: eRenan Rocha; Maicon Silva, Diego Ivo, Fernando Timbó e Guilherme Santos; Renato Augusto, Willyam (Marcos Júnior), Felipe Guedes (Matheus Silva) e Thomaz; Mike (Claudinho) e Hugo Almeida Técnico: João Brigatti

 

Local: Arena Castelão, Fortaleza (CE)

Data: 20/10 /2018

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

Assistentes: Henrique Neu SC) e Eder Alexandre (SC)

Público e renda: 57.223/R$ 1.292.382,00

Cartões amarelos: FORTALEZA: Marlon e Romarinho. PAYSANDU: Diego Ivo e Fernando Timbó.

GOL: Fortaleza: Gustavo, aos 48min do 2T

 

 

ANDRé ALMEIDA