PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Erros não perdoam

Série A, Ceará não joga bem, paga alto pelas falhas cometidas e perde para o Santos por 2 a 0 na estreia do brasileirão. Vovô volta a campo no próximo domingo para enfrentar o São Paulo

00:00 | 15/04/2018

JOGADORES do Santos comemoram gol. Rafael Carioca (35) e Ernandes (19) lamentam. ROBERTO VAZQUEZ/AGÊNCIA ESTADO
JOGADORES do Santos comemoram gol. Rafael Carioca (35) e Ernandes (19) lamentam. ROBERTO VAZQUEZ/AGÊNCIA ESTADO
 

O Ceará aprendeu logo na estreia e da pior maneira possível que, na Série A, os erros custam caro. Na noite de ontem, o Alvinegro pagou alto pelas falhas cometidas e foi derrotado por 2 a 0 pelo Santos, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Mesmo antes da bola rolar, o torcedor do Ceará já sabia que o duelo seria difícil. Sem Richardson (lesionado), Romário (não pode jogar por cláusula contratual) e Raul (decisão da diretoria) Marcelo Chamusca trouxe Ernandes para a volância e colocou Rafael Carioca na lateral-esquerda. Por lá foi construída a vitória santista. A partida começou no panorama esperado, com o Santos tomando as principais iniciativas e o Vovô se defendendo em busca de contra-ataques em velocidade. Mesmo tendo perdido Ricardinho logo aos 16 minutos (torção no tornozelo direito), o Alvinegro fez um primeiro tempo de controle, com organização defensiva e sem deixar o Santos criar lances de perigo ao gol de Everson.

A equipe teve oportunidades de explorar transições rápidas, mas acabou errando no último passe e desperdiçando ao menos três oportunidades de contra-atacar.

Só que mesmo sem levar grandes sustos o time apresentava falhas nas laterais, principalmente no lado esquerdo, com Rafael Carioca mal no jogo. Era assim que o Santos insistia e conseguiu abrir o placar aos 41 minutos, em jogada nas costas de Rafael Carioca e posterior falha de Pio.

Se foi para o intervalo perdendo e voltou pra segunda etapa com expectativa de uma nova postura, o Ceará levou uma ducha de água fria. Aos quatro minutos, Luiz Otávio errou feio e pisou na bola, lance que Rodrygo aproveitou cruzamento e empatou.

Com dois gols de desvantagem, o Ceará passou a atacar mais, mas Arthur era o único que tentava algo produtivo. Felipe Azevedo, Wescley e Reina foram mal e os laterais improdutivos.

Ao apito final, lamentação pela derrota na estreia. Um resultado até normal tendo em vista a dificuldade que é enfrentar o Santos fora de casa, mas apesar do resultado negativo, o Vovô carrega lição preciosa: na Série A, os erros não perdoam. O Alvinegro volta a campo no próximo domingo, 22, para enfrentar o São Paulo, às 16 horas, no Castelão. 

 

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO

Santos 2 4-3-3: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Léo Cittadini (Victor Bueno) e Jean Mota (Diego Pituca); Gabigol, Eduardo Sasha e Rodrygo (Arthur Gomes) Técnico: Jair Ventura Ceará 0 4-2-3-1: Everson; Pio, Valdo, Luiz Otávio e Rafael Carioca; Juninho e Ernandes; Ricardinho (Reina), Wescley (Roberto) e Felipe Azevedo (Arnaldo); Arthur Técnico: Marcelo Chamusca

GOLS 41min/1T - Daniel Guedes aproveitou o espaço nas costas de Rafael Carioca, recebeu livre e cruzou na área. Pio furou, Dodô tocou para o gol e Everson salvou em cima da linha, mas a bola bateu nas costas de Pio e entrou. Gol contra. 4min/2T -Luiz Otávio erra feio e pisa na bola, deixando a pelota livre para Gabigol lançar Sasha, que entrou pelo lado direito de ataque e cruzou na medida para Rodrygo ampliar. Data: 14/04/2018 Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC) Assistentes: Helton Nunes (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC) Cartão amarelo: Rafael Carioca (CEA) Público: 12.268 pagantes (15.513 presentes) Renda: R$ 526.550,00

ANDRé ALMEIDA