PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Camisa dez não vingou

Alan mineiro, Fortaleza aguarda compensação financeira para liberar jogador

00:00 | 15/04/2018

O acerto da saída do meia Alan Mineiro do elenco do Fortaleza deve acontecer em breve, até mesmo neste fim de semana. Em conversa com O POVO, o executivo de futebol do time, Sérgio Papellin, disse que já ocorreu uma conversa com o jogador na manhã de ontem e que o próximo passo é manter contato com o procurador do atleta para definir os detalhes da quebra de contrato. Um ponto chave para a liberação: a multa.

O fato do contrato ter sido firmado por dois anos deixa alto o valor a ser pago. Assim, a diretoria tricolor não acredita no recebimento do valor completo. De graça, no entanto, o meia não deixa o Pici. “Não tem quem consiga pagar a multa dele hoje, é um valor muito alto, mas o Fortaleza quer pelo menos uma compensação financeira, afinal de contas a gente investiu no jogador”, explicou, Papellin.

Na reapresentação do elenco, ontem, Alan Mineiro já não treinou com o grupo. A saída dele, que veio para ser o camisa dez do centenário tricolor, acontece cinco dias após o presidente Marcelo Paz garantir em coletiva a permanência dele para a Série B.

Pelo Fortaleza, Alan Mineiro jogou 537 minutos, (que significa aproximadamente seis partidas completas) divididos em dez jogos. Não marcou nenhum gol e não deu nenhuma assistência. 

BRENNO REBOUçAS