PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Temporada 2018. Nadal e Federer em alta no Aberto da Austrália

00:00 | 14/01/2018

Tênis 

Contra todo prognóstico, Roger Federer e Rafael Nadal chegaram à decisão do Aberto da Austrália de 2017, com vitória do suíço. Um ano depois, os dois voltam ao país como favoritos ao título do primeiro Grand Slam do ano, que começa na noite deste domingo, 14, horário de Brasília. 

Após a final em Melbourne, as duas lendas do tênis reinaram durante toda temporada. Federer levantou também o troféu de Wimbledon, enquanto Nadal conquistou as taças de Roland Garros e US Open. O espanhol terminou o ano no topo do ranking mundial. 

O suíço, que estreia contra o esloveno Aljaz Bedene, sonha em conquistar o 20º título de Grand Slam com o troféu na Austrália, após iniciar o ano em excelente forma física após participação no torneio de exibição Copa Hopman. 

Apesar de não encerrar 2017 como gostaria, com derrotas no US Open e no ATP Finals, Federer mantém a confiança alta após apenas cinco derrotas em 57 jogos.  

Nadal, outro que “ressuscitou” na última temporada, precisou renunciar ao torneio de Brisbane na semana passada, por conta de dores no joelho. A lesão tirou o espanhol do ATP Finals, em novembro. A estreia de Nadal vai ser contra o dominicano Víctor Estrella Burgos. 

“Estou muito contente em voltar à Austrália. Tive um ano difícil em 2017 e comecei minha preparação depois do habitual”, falou Nadal ao perder uma partida de exibição para o francês Richard Gasquet. 

Além da participação das lendas, que só poderão se encontrar em possível disputa da final, o sérvio Novak Djokovic vai tentar retornar ao nível máximo após desfalcar a segunda metade de 2017 com lesão no cotovelo. 

Como Nadal, a única referência de Djokovic antes de Melbourne foi o torneio  de exibição de Kooyong. Por isso, o sérvio precisará recuperar o ritmo nas primeiras fases do Grand Slam. 

O britânico Andy Murray não conseguiu se recuperar e segue fora do circuito por conta de lesão no quadril. No segundo pelotão, o búlgaro Grigor Dimitrov, o alemão Alexander Zverev, o austríaco Dominic Thiem, o belga David Goffin e o francês Lucas Pouille correm por fora para tentar surpreender em Melbourne. 

 

(AFP)