VERSÃO IMPRESSA

Compra de presentes. Fôlego para o comércio na véspera de Natal

O fim de semana de véspera natalina levou muitos consumidores às lojas de rua e shoppings. A expectativa dos lojistas é zerar o estoque antes de chegar 2018

00:00 | 24/12/2017

[FOTO1]

Economia

 

Os dias anteriores ao Natal terem caído em um fim de semana trouxeram fôlego para o comércio tentar acabar com o estoque antes de chegar 2018. A corrida final para comprar presentes, que começou na sexta-feira, 22, movimentou as lojas de rua e shoppings em Fortaleza. Consumidores elevaram o tíquete das compras de Natal ante o ano passado, chegando a R$ 2,5 mil, segundo O POVO apurou ontem.

[SAIBAMAIS]

Brinquedos, roupas e perfumes estavam entre os presentes mais procurados para amigo secreto e família. Os valores partiam de R$ 50. A dentista cearense Lissa Arraes, 33, deixou as compras para última hora porque veio do Rio de Janeiro passar as festas com a família em Fortaleza. Os gastos ficaram maiores comparados a 2016, porque incluíam presentes para mais pessoas. As compras que realizou no Shopping RioMar Fortaleza alcançaram os R$ 100.


Acima deste valor era o que estava desembolsando o empresário Valter Santos, 56. Acompanhado da esposa e dos dois filhos, ele afirmou que gastaria R$ 300. “Já me sentei aqui porque estamos andando demais”. Sobre os preços, disse que estavam relativos. “A pessoa só acha caro quando está faltado. Quando você está com dinheiro, você compra”.


No caso da enfermeira Lidia Stella, 35, alguns presentes ficaram para última hora e a estratégia foi chegar cedo ao shopping. “Às 9 horas eu já estava aqui para pegar o primeiro movimento, porque mais tarde vai ser impossível”. As lembranças giravam em torno de R$ 50.


A vendedora autônoma Priscilla Sousa, 30, escolheu o Shopping Iguatemi para as compras de Natal. Junto ao esposo, Moisés Fernandes, desembolsou em torno de R$ 2.5 mil em presentes para os três filhos e parentes. “Estamos gastando o mesmo valor que ano passado”, afirmou Priscilla.


Com tudo planejado, o analista de sistemas Wladimir Furtado, 47, disse que foi às compras com a esposa Patrícia, no Shopping Via Sul, por conveniência. Este ano, o casal desembolsou 15% a mais do que no Natal passado. “O preço tem o efeito da inflação e também a gente incluiu alguns outros parentes”. Os presentes estavam em média de R$ 250 para os filhos e R$ 50 para os familiares.

 

Tíquete médio


Com o aumento de clientes aguardado para todo este fim de semana, o tíquete médio das compras feitas nos shoppings de Fortaleza estava em torno de R$ 135 a R$ 190. O valor supera a média nacional estimada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDL-SP), que fica entre R$ 50 a R$ 150. Fica acima dos gastos do ano passado, que ficou em R$ 109,81 e de 2015, em R$ 106,94.

 

Veja mais fotos sobre

https://bit.ly/fotoscomercio

 

CRISTINA FONTENELE

TAGS