PUBLICIDADE
Jornal

Série C. CSA atrapalha festa tricolor no Castelão

Fortaleza perde em casa por 2 a 1 para time alagoano no jogo de ida da final da Série C do Brasileiro e agora vai precisar reverter desvantagem para ficar com o título da Terceirona

15/10/2017 01:14:00
NULL
NULL

[FOTO1]

A chance de conquistar um inédito título nacional ficou mais distante para o Fortaleza. Ontem à noite, num Castelão cheio, o Tricolor do Pici perdeu por 2 a 1 para o CSA-AL e agora vai precisar triunfar por 2 a 0, no Rei Pelé, em Maceió, no sábado, 21, para conquistar a Série C do Campeonato Brasileiro — vitória por um gol de diferença, desde que marcando a partir de três tentos também valem para o Leão. Devolução do placar leva à cobrança de pênaltis.“Vencer aqui (Castelão) é uma vantagem enorme”, resumiu o volante Boquita logo após a partida. O CSA vai para a volta, em casa, com vantagem de jogar por qualquer empate e até por derrota de 1 a 0.O gol em desvio de chute cruzado de Gabriel Pereira, já no fim da partida, amenizou o prejuízo para o time do técnico Antônio Carlos Zago, que viu o adversário alagoano estar atento na marcação para apostar na velocidade de contra-ataque, explorando as falhas defensivas do mandante.“A gente falou antes do jogo: não podia deixar Edinho e Daniel Costa soltos”, lamentou Gabriel na saída do campo.


O jogo


A torcida, que totalizou quase 44 mil pagantes, foi disposta a apoiar e a festejar. E foram os coros vindos da arquibancada que deram o ritmo das ações do Fortaleza no início da partida.


O time tricolor manteve a disposição tática e parecia seguir com empenho, à risca, o plano do técnico Zago. Até que aos 39 minutos, a equipe que tanto empregou energia no domínio da posse de bola, mas não conseguia finalizar a contento, se viu surpreendida por Michel Douglas. O atacante do CSA aproveitou cruzamento na segunda trave, nas costas dos defensores, para abrir o placar.

[SAIBAMAIS]
No segundo tempo, carecendo de um ato de ousadia, algo fora dos planos, o Fortaleza viu o adversário alagoano ampliar logo aos 17, quando Pablo completou contra as próprias redes ao tentar cortar um cruzamento rasteiro da direita. Seis minutos depois, o CSA ainda balançou as redes, mas a arbitragem viu impedimento.


Aí restou o esforço final para não amargar um resultado difícil demais de reverter na partida de volta. E não que o Tricolor mostrasse muitos recursos para ser bem-sucedido nesta meta. Mas conseguiu, aos 42 do segundo tempo, em lance de Gabriel Pereira.


E para sábado, 21, em jogo marcado para começar às 18 horas (horário local) em Maceió, a tarefa do Fortaleza é mostrar eficiência ofensiva, além de atenção na defesa, para tentar conquistar a Série C na despedida da divisão que tanto o afligiu.

SÉRIE C 2017

FORTALEZA 1
TÉCNICO: ZAGO

4-4-2: Boeck; Felipe, Edimar, Ligger e Bruno Melo; Anderson Uchôa, Pablo e Leandro Lima; Jô (Gabriel Pereira), Hiago (Ronny) e Leandro Cearense (Paulo Sérgio)

 

CSA 2
TÉCNICO:FLÁVIO ARAÚJO
4-4-2:Mota; Dick, Leandro Souza, Cristiano e Rafinha; Dawhan, Boquita; Marcos Antônio (Rosinei), Daniel Costa (Didira) e Edinho (Gustavo); Michel Douglas


Local: estádio Castelão, em Fortaleza-CE
Data: 14/10/2017
Árbitro Wagner Reway (MT)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões amarelos: Jô, Bruno Melo e Felipe (FORTALEZA); Rafinha, Leandro Souza e Rosinei (CSA)
Público: 43.778 pagantes (1.000 não pagantes). Total: 44.778.
Renda: R$ 1.287.583
Gols: Michel Douglas aos 39 do 1ºT; Pablo (contra) aos 16 do 2ºT; Gabriel Pereira aos 42 do 2º T.  

 

Por Ana Flávia Gomes 

TAGS
NULL