PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Redes Sociais. Notícias falsas são disseminadas por robôs

00:00 | 08/10/2017

A disseminação das “fake news” é reforçada por perfis automatizadas nas redes sociais, os robôs. A ferramenta vem sendo utilizada no Brasil ao menos desde 2014,e preocupa por manipular o debate público.

As contas automatizadas não são de fácil identificação porque se “disfarçam” de pessoas comuns alternando publicações mais “humanas” com a disseminação das notícias. De uma forma geral, porém, elas se caracterizam pela quantidade de interação acima da média e a “monotematização”.

Pesquisa da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV/DAPP) aponta que o número de interações feitas por robôs em eventos políticos importantes do Brasil desde 2014 já chegaram a mais de 20%. Marco Aurelio Ruediger, diretor da DAPP, explica que “a atuação de robôs não apenas dissemina notícias falsas, que podem ter efeitos nocivos para a sociedade, mas também busca ativamente impedir que os usuários se informem de maneira adequada”.

Segundo ele, é esperado que a estratégia ganhe força em 2018 e, portanto, precisa ser combatida pelos poderes públicos.”É fundamental que os atores políticos e as instituições envolvidas no processo democrático estejam preparados para garantir um debate transparente e equilibrado no espaço virtual. É preciso se preparar desde já para a fiscalização do uso dessas plataformas”, disse. Caso contrário, as notícias falsas podem trazer muitos danos à democracia. (LA)