PUBLICIDADE
Jornal

Ponto de vista. O Brasil real e o Brasil do discurso de Temer

29/07/2017 17:00:00

A crise é gigantesca e chega de diversas formas ao cotidiano do cidadão brasileiro. Um dos efeitos mais diretos, sem dúvida, dá-se com a piora objetiva dos serviços prestados à comunidade em geral naquelas atividades definidas como de natureza pública. Algo que torna mais difícil de compreender o discurso oficial que se tenta emplacar, especialmente através do presidente da República, Michel Temer. De qual País fala ele quando se refere a um quado de crise superada? Discuta-se, faz sentido, o quanto há de responsabilidade da gestão atual pelo cenário e até que ponto ainda vivemos resquícios de erros cometidos ainda na era Dilma que ainda não tiveram seus efeitos contidos ou corrigidos.


O discurso entusiasmado de Temer não encontra qualquer respaldo na realidade dura das ruas brasileiras. Expressa na piora do serviço público oferecido à população em meio a um quadro de cortes de gastos que atinge de maneira quase linear, o que é cruel, todas as áreas onde o Estado atua. Mesmo aquelas de perfil social, e que são fundamentais às parcelas mais pobres, e as que envolvem investimentos públicos vitais para setores importantes da economia manterem sua capacidade de gerar empregos, por exemplo. É trágico que o responsável por nos conduzir à porta da saída de uma crise desafiadora abra mão da transparência e da verdade como instrumentos para colocar a sociedade ao seu lado na penosa travessia.


Por Guálter George

Editor-executivo do Núcleo de Conjuntura

Adriano Nogueira

TAGS