PUBLICIDADE
Jornal

Travessia aquática. Dupla fará travessia Ideal Clube-Cumbuco a nado

Em desafio inédito no litoral do Ceará, dupla se prepara para travessia de 35 km em alto-mar. Meta é nadar do Iate Clube à praia do Cumbuco em até dez horas

10/06/2017 17:00:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Desafiar os limites da natureza, do corpo e da mente, definitivamente, não é pra qualquer um. E nem se faz todo dia. É missão que exige coragem, preparo psicológico, resistência e, sobretudo, foco. Ingredientes que dois cearenses juntaram para escrever seus nomes na história do esporte local.

[SAIBAMAIS]

Os nadadores Rodrigo Barroso e Mário Moreira são os intrépidos que no dia 1º de julho irão pôr à prova os próprios limites para percorrer 35 km no litoral cearense em travessia aquática inédita no Estado. O trajeto inicia no Iate Clube, em Fortaleza, e termina na praia do Cumbuco, após estimadas de dez horas entre braçadas e pernadas em alto-mar.


“A data foi escolhida baseada na fase da lua, que influencia na maré. Vamos no melhor estado que o mar possibilita”, garantiu o professor universitário Mário.


“É um desafio pessoal, não estamos competindo com ninguém. É a questão de provar para si mesmo que você é capaz”, revela o corretor de imóveis Rodrigo, que já almeja nados mais ousados.


A iniciativa ousada atual faz parte da preparação para cumprir em 2019 o percurso do Canal da Mancha, braço de mar que liga o sul da Inglaterra ao norte da França. Essa travessia na Europa é conhecida por ser uma das mais difíceis do planeta, devido aos fortes ventos e à água muito gelada como complicadores para quem quer completar o trecho de 35 km — mesma distância do desafio Ideal-Cumbuco.


Experiência não falta para a dupla. Mário nasceu com problemas respiratórios e adotou o esporte ainda quando criança por indicação médica. Mal sabia ele que o esporte se tornaria paixão, capaz de fazê-lo topar essa empreitada aos 41 anos. Rodrigo dedicou 23 dos seus 33 anos de idade à natação, sendo os dois últimos voltados à preparação para essa travessia no mar. “Inclui aí algumas maratonas e ultramaratonas aquáticas de 20 km e 25 km. Conseguimos uma bagagem muito grande”.


Tamanho desafio, claro, exige cuidados. Por isso, a dupla será acompanhada por um jet ski guiado por um membro do Corpo de Bombeiros, além de um barco, que contará com a presença do técnico da dupla, Edvam Paz, e também de um médico, que estará a postos para qualquer emergência.


“Não somos aventureiros, estamos fazendo isso com todo o cuidado e a segurança necessários. Tivemos uma longa preparação, que foi muito bem feita, com rotina exaustiva de treinos e planejamento muito bem pensado. As pessoas podem achar que também podem fazer isso, mas não é assim. Só vamos porque estamos com aval da Capitania dos Portos”, enfatizou Mário.

 

TAGS