PUBLICIDADE
Jornal
2019

Prefeitura anuncia cinco novas escolas de tempo integral

| Até julho |

01/02/2019 03:52:15
ANO LETIVO municipal foi aberto ontem, em escola no Monte Castelo
ANO LETIVO municipal foi aberto ontem, em escola no Monte Castelo

Até julho deste ano, cinco novas Escolas em Tempo Integral (ETI) serão entregues em bairros da periferia de Fortaleza pela Secretaria Municipal da Educação (SME). O anúncio foi feito, na manhã de ontem, pelo prefeito Roberto Cláudio, durante cerimônia de abertura do período letivo 2019 na Escola Municipal Lenira Jurema de Magalhães, no Monte Castelo.

Com as novas unidades, a Capital passará a ter 28 unidades de ensino de tempo integral na rede municipal, em um total de 568 escolas. Em 2019, 220 mil alunos foram matriculados e, destes, 30 mil são novatos.

As próximas ETIs funcionarão nos bairros Planalto Ayrton Senna, Siqueira, Conjunto Ceará, Curió e Vila Velha, todos em áreas de vulnerabilidade.

A rede municipal conta, hoje, com 68 mil estudantes matriculados em ETIs. Até o fim da gestão, em 2020, a promessa é de construir outras 19 novas instituições municipais de ensino, sendo 12 em tempo integral e o restante, de ensino regular.

As 19 novas escolas devem ser construídas por meio de parceria público privada (PPP). "A PPP é um método construtivo muito rápido. Só começamos a pagar a construção (das escolas) quando terminarem os trabalhos", informa RC.

A previsão é de haver ainda outros dois lotes de entrega das escolas: o primeiro em janeiro de 2020 e o segundo no segundo semestre do próximo ano. O primeiro papel da escola é o da aprendizagem e, para Dalila Saldanha, titular da Secretaria Municipal da Educação, na atual gestão, a busca se dá também em valorizar o cidadão, a cidadania e em trazer temáticas da comunidade para dentro da sala de aula.

"O tempo integral tem nos dado a oportunidade de aprendizagem. É mais tempo que o professor pode lecionar dentro da escola", aponta ela. A promessa é de atingir, até 2020, um total de 88 mil matrículas em tempo integral, de acordo com a secretária. Em 2013, o número de estudantes em tempo integral era de zero. Seis anos depois, o número passou para 67.417.

Fortaleza tem a quarta maior rede de ensino do País em número de matrículas. De acordo com dados do Censo Escolar 2018, são 214.099 estudantes na Capital, ficando atrás somente de São Paulo (751.370), Rio de Janeiro (643.151) e Manaus (226.281).

Por conta de diversas razões, entre elas a crise econômica, segundo o prefeito, aliada à confiança na rede pública, parte dos 30 mil estudantes novatos vieram da rede particular de ensino. É o caso da aluna do 3º ano Sofia, 7. A mãe, a empregada doméstica Silvana Marques, 33, fazia esforço para colocar a filha em escola particular, mas, este ano, o dinheiro apertou. Sentiu confiança a partir de informações colhidas com amigas sobre o ensino municipal. "Aqui é tudo muito organizado, a escola foi reformada e me disseram que a (escola da) Prefeitura era boa", conta.

ANGÉLICA FEITOSA