VERSÃO IMPRESSA

Ultraleve cai na região da Lagoa do Catu e deixa piloto ferido

01:30 | 16/01/2018
[FOTO1]

Um acidente com um ultraleve do Clube de Aviação Catuleve na área da Lagoa do Catu, em Aquiraz, deixou o piloto Davi Freitas, 60 anos, ferido na manhã de ontem. Segundo a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), a vítima teve fratura nas duas pernas e escoriações na cabeça, e foi levada consciente em UTI aérea para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, onde passou por cirurgia à tarde, com quadro estável.


O POVO apurou que o condutor decolou de uma pista na região do Piau, em Aquiraz, e voava a baixa altitude quando a aeronave ficou presa em um cajueiro antes de cair no solo.


Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o piloto estaria realizando testes no equipamento de prefixo PU-HCJ quando o acidente ocorreu. O comunicado ainda diz que houve um princípio de incêndio no equipamento, mas foi rapidamente controlado.


Um funcionário do Clube de Aviação Catuleve afirmou que o voo teria saído do aeródromo pouco depois das 9 horas.


Segundo o assessor da Ciopaer, Marcus Costa, a aeronave não seria de Davi Freitas. Moradores que estiveram no local momentos após o acidente afirmam que a vítima contou que seria um potencial comprador.


“Tecnicamente, a aeronave não é um avião. Está na categoria experimental, sendo operada por conta e risco do piloto”, explicou Marcus Costa.


“É uma aeronave de recreio. Não está homologada para voo comercial, por isso a investigação é mais simples, facultativa, e não passa por perícia”, completou o assessor da Ciopaer. (Rubens Rodrigues e Isaac de Oliveira/Especial para O POVO)

GABRIELLE ZARANZA

TAGS