VERSÃO IMPRESSA

CPPL 3 registra fuga de cerca de 20 presos durante madrugada

| SEGURANÇA | Segundo Conselho Penitenciário do Ceará, fugitivos são da mesma facção criminosa que realizou ataques a fórum em Senador Pompeu na segunda-feira

01:30 | 18/01/2018


Será confirmada hoje, após contagem, o número de presos que fugiram da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) 3, em Itaitinga (Região Metropolitana de Fortaleza). O grupo que fugiu na madrugada de ontem, segundo o Conselho Penitenciário do Estado do Ceará (Copen), faz parte da mesma facção criminosa que comandou ataques do dia anterior em Senador Pompeu, distante 275 km de Fortaleza.
 

A fuga dos internos da CPPL 3 foi confirmada pela Secretaria da Justiça do Ceará (Sejus), que informou que a contagem deverá ser finalizada hoje. De acordo com Cláudio Justa, presidente do Copen, a estimativa inicial é de que cerca de 20 presos tenham se evadido do complexo penitenciário.
 

Os detentos, todos de uma mesma facção criminosa — cujo nome O POVO não divulga para evitar promoção do grupo —, fugiram por um túnel. A Sejus afirma que a fuga ocorreu às 4 horas. Ainda ontem, ocorreu checagem na CPPL 2 devido a indícios de fuga. Até o fechamento desta página, não foi confirmada a evasão.
 

“Foi a mesma facção que fez a ameaça (em Senador Pompeu). Ainda que não se estabeleça uma ordem direta, esse fato é sistemático devido a uma deficiência que o Estado tem em conter o avanço (das facções)”, disse Cláudio Justa em entrevista à Rádio O POVO/CBN.
 

Após dois atentados contra o fórum da comarca na segunda-feira, 15, autoridades de Senador Pompeu acataram exigência de grupo criminoso e transferiram Jefferson Felipe Neres, vulgo Gel, da cadeia pública da cidade para outra detenção. Ele pertenceria a facção rival à de outros detentos do local. Uma carta destinada ao juiz, ao delegado e ao promotor do município prometia mais ataques se as exigências não fossem atendidas.
 

Na noite de ontem, O POVO buscou contato com a Sejus para confirmação do número de presos que fugiram da CPPL 3. No entanto, o e-mail enviado não foi respondido e as ligações não foram atendidas. Sobre as investigações acerca dos atentados em Senador Pompeu, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirmou que seguem as diligências. Ninguém foi preso.

TAGS