VERSÃO IMPRESSA

As imagens. Uma narrativa Um mar fora e dentro de si

01:30 | 18/01/2018

[FOTO1] 

FCO FONTENELE
fcofontenele@opovo.com.br


MARKOS MONTENEGRO
marlus@gmail.com


A seca do maior açude público do País também nos habita. Nesta narrativa visual, O POVO faz movimentos de proximidades e distâncias, em voos rasantes e profundos, para contar o drama de um Castanhão que agoniza. 


Fco Fontenele, um dos responsáveis pelas imagens desta reportagem, viu as comportas do Castanhão serem abertas para dar vazão à cheia de 2009. Ao voltar, agora, trouxe nos olhos o chão rachado e o desespero de quem vê o açude minguar. Já na Capital, lembra da escassez enquanto toma banho. Essas imagens dizem de nós. A água aparentemente farta daqui vem desse mar que é quase deserto. As fotos contam da cidade que desperdiça, de indústrias e empreendimentos que não cuidam da água, de políticas públicas que demoram enquanto o açude evapora. É preciso atentar para o que as imagens narram, de forma exuberante e poderosa. (Iana Soares, editora-coordenadora do Núcleo
de Imagem)

TAGS