PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Obra de túnel na Via Expressa começa no dia 15

A construção deve seguir até maio de 2019, conforme a Prefeitura. Mudanças no trânsito devem começar na terça-feira, 12

01:30 | 07/12/2017

 

 

Túnel na avenida Alberto Sá sob a avenida Almirante Henrique Saboia, a Via Expressa, terá obras iniciadas na próxima quinta-feira, 15. O novo equipamento faz parte do pacote de intervenções para implantação de corredor de ônibus entre os terminais da Parangaba e do Papicu e estava entre as ações prometidas para a Copa de 2014.

“Tornar a Via Expressa realmente expressa” é o principal objetivo da obra, resume Manuela Nogueira, titular da Secretaria da Infraestrutura do Município (Seinf). Para isso, com o túnel serão eliminados os quatro semáforos do cruzamento da Via Expressa com a rua Tavares Coutinho. “Teremos ganhos principalmente na segurança viária e também na segurança pessoal, com diminuição de engarrafamento”, projeta a secretária. O início da obra foi anunciado ontem.

Mudanças no trânsito da região para a obra já serão implementadas na terça-feira, 12. “A Via Expressa vai continuar com o fluxo normal por toda a obra. O único fluxo que vai ser afetado é o dos veículos que passam por ruas que cruzam a Via Expressa, devido ao bloqueio na Alberto Sá”, adianta o chefe do Núcleo de Operações da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Wellington Cartaxo.

Até o dia 15, e pelos próximos dez meses, haverá bloqueio da Alberto Sá e da rua Tavares Coutinho, entre a avenida Engenheiro Santana Júnior e a rua Manuel Jesuíno. Serão colocados três novos semáforos nos cruzamentos da rua José Lino com Via Expressa, Eduardo Saboia com Engenheiro Santana Júnior, e na Lauro Nogueira também com a Santana Júnior. As ruas Sila Ribeiro e Eduardo Saboia, entre a Santana Júnior e a Valdetário Mota, terão sentidos de circulação invertidos. A rua Paulo Moraes, entre a Santana Júnior e a Valdetário Mota, terá sentido único (oeste/leste). O mesmo acontece com a Doutor Aloísio Mamede, entre as ruas Tavares Coutinho e a Via Expressa, que terá circulação norte/sul.

Para o transporte coletivo, Antônio Ferreira, vice-presidente da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), indica que 20 linhas terão alterações no itinerário, principalmente para acessar o Terminal do Papicu. Não haverá realocação de paradas e, por isso, nenhum usuário será afetado, garante Ferreira.

Junto ao túnel que está sendo construído desde julho, também na Via Expressa, entre as avenidas Padre Antônio Tomás e Santos Dumont, as obras somam R$ 67 milhões. Conforme a Seinf, o primeiro túnel será concluído até dezembro de 2018 e o segundo até maio de 2019.

Reclamação de moradores do entorno que foram removidos para concretização da obra, as indenizações devem ser pagas, de acordo com a secretária, ao longo deste mês e em janeiro de 2018.

DOMITILA ANDRADE