VERSÃO IMPRESSA

Nem os respingos afastaram os banhistas no feriado de Natal

01:30 | 26/12/2017
[FOTO1]

Mesmo com o tempo incerto, com a chuva da pré-estação ameaçando a manhã ensolarada, muita gente escolheu passar o dia de Natal à beira do mar. A orla da Praia do Futuro foi o destino de muitas famílias cearenses e de turistas, depois das festanças da noite de véspera natalina.


Frescobol, futebol, castelo de areia, banho de mar, selfie, beijo de namorados e as tentativas de conseguir o bronze. A areia da praia aportava um sem fim de gente e atividades, em plena manhã de Natal, quando muitos ainda curtiam a preguiça de casa. “A gente não folga durante as férias e chega cedo, porque o movimento do dia 25 é muito bom. Só fica atrás do dia primeiro de janeiro, que enche”, comenta a vendedora de queijo assado e auxiliar de cozinha Silvia Helena Coutinho, 28.


Pelos atendimentos que faz, Silvia acredita que a maioria dos que vão à praia em pleno Natal são os turistas. Era o caso das amigas Liz Quadros, 57, e Sonia Regina Lifani, 57, ambas engenheiras vindas de Curitiba, no Paraná. Besuntadas de óleo bronzeador, elas aguardavam o chuvisco dar trégua para renovar a cor de verão.

[QUOTE1]

“Pra nós que somos do Sul a chuva não é problema. Se lá nas nossas praias fizesse esse tempo aqui (de chuva), o jeito era arrumar as coisas e ir embora, porque seria muito frio e era garantido que passaria o dia todo chovendo. Aqui, não. A temperatura continua aceitável e a gente sabe que daqui a 20 minutos vai abrir de novo”, comenta Liz. O desejo por altas temperaturas e certa estabilidade térmica, fez com que Sonia mudasse de vez para Fortaleza. “Sempre viemos para cá desde 1985 nessa época de Natal. Dessa vez, resolvemos, eu e meu marido, vir para ficar”, comemora a mudança.


O jornalista português Paulo Lima, 30, portava umgorro de Papai Noel. O motivo era galhofeiro: fazer certa inveja aos amigos da terra natal que, agora, passam frio no inverno europeu. “Meu pai nasceu em Angola e fazia 40 anos não passava Natal no calor. Foi aniversário dele há três dias. Decidimos, pois, sair do frio, e mesmo com o sol tímido, está sendo bom”, detalha Paulo que está em Fortaleza, com o pai João Lima, 60. (Domitila Andrade)

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS