VERSÃO IMPRESSA

Professora estadual denuncia assédio sexual durante festa

01:30 | 20/11/2017

“Senti uma pessoa passando atrás de mim e pensei que ele ia passar. Quando olhei, ele tinha aberto o zíper e colocado o órgão para fora”. Quem descreve a situação é Michele Lopes, coordenadora escolar da rede estadual de ensino. O assédio aconteceu durante festa em comemoração pelo Dia do Professor. Os convidados eram apenas docentes e parentes. Ontem, Michele resolveu publicar a história nas redes sociais, junto à foto do homem, que conseguiu fazer após o ocorrido. “Meu medo é que ele seja professor”, disse.


A festa aconteceu na última sexta-feira, 17, no Centro de Formação Olímpica, no bairro Castelão. “Quando mostrei para as pessoas que estavam comigo, ele começou a fechar o zíper e dizer que ia procurar a esposa. Mas ela nunca apareceu”, lembrou.


Quando Michele, então, procurou os seguranças da festa para relatar o caso, foi desestimulada. “Eles disseram que eu não tinha prova. Quando viram que ia dar confusão, porque eu fiz foto dele, os meninos o seguraram, aí resolveram colocar ele para fora”, complementou.


Através de nota, a Secretaria da Educação do Estado (Seduc) lamentou o ocorrido. Afirmou que vai apurar o fato e deverá tomar as “providências adequadas a esta situação”. Conforme informações da Seduc, a organização do evento não tomou conhecimento do fato no mesmo dia, sabendo após a repercussão.

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS