VERSÃO IMPRESSA

Prefeitura de Fortaleza premia escolas bem avaliadas no Spaece 2016

01:30 | 24/10/2017
[FOTO1]

 


Estratégias como acompanhamento do aluno por meio do trabalho conjunto de professores, coordenadores, diretores e família têm sido implementadas pela Secretaria Municipal da Educação (SME) e resultaram em um índice de 96% das escolas com nível desejável de educação. Os resultados são baseados no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica (Spaece) 2016. Um total de R$ 1,9 milhão foi destinado à premiação das unidades de maior destaque no exame. Solenidade ocorreu na manhã de ontem, no Centro de Eventos do Ceará.


O número de escolas com nível adequado de aprendizagem no 2º ano passou de 20, em 2012, para 196. Os recursos beneficiaram as escolas do 2º ano, que alfabetizaram no mínimo 70% dos alunos; as que atingiram a proficiência média de 150 pontos, alcançando o nível desejado conforme escala do Spaece-Alfa; bem como as escolas do 5º ano com nível adequado nas disciplinas de português e matemática.


“Cada professor, diretor e coordenador se organiza para criar uma cultura avaliativa não de meu aluno ou seu aluno, mas de nosso aluno. O que for melhor para a aprendizagem dele”, explica Sheila Mesquita, diretora da Escola Bergson Gurjão Farias. Ela frisa a importância de observar que cada aluno é diferente e tem um ritmo próprio de aprendizagem, além de chamar as famílias para participar do processo de acompanhamento do aluno.


“O objetivo é que nenhuma chegue ao terceiro ano sem saber ler ou escrever. Para isso, precisamos de um acompanhamento semanal na escola. Às vezes, o pai acha que é pequeno e pode aprender depois. E a gente tenta explicar que cada ano na vida é importante, e aprender na idade certa é fundamental”, detalha.


“É uma pena que não deu pra vir todos os meus amigos da escola”, diz Alan Lima, que estuda na Escola Bergson Gurjão, no dia em que completou nove anos. “Estudei muito. Graças a Deus, todo mundo foi bem”, vibrou.

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS