PUBLICIDADE
Jornal

Jogo de gato e rato de feirantes e fiscais

Após reforma da José Avelino, ambulantes se deslocam e buscam jeitos de driblar a fiscalização intensificada pela Prefeitura

16/10/2017 01:30:00

Basta alguém gritar “olha o rapa” para a correria começar. Dezenas de vendedores ambulantes empunham sacolas e manequins e correm para a praça do outro lado da avenida Alberto Nepomuceno. Passam então duas viaturas da Guarda Municipal escoltando a kombi usada pelos fiscais da Prefeitura. Menos de cinco minutos depois, os comerciantes voltam. Em poucos segundos, a compra e venda se restabelecem. Até que alguém grite novamente. A dinâmica descrita ocorreu na manhã de ontem em frente à Catedral de Fortaleza, no Centro.

[SAIBAMAIS]

Há dez dias, as obras da rua José Avelino foram finalizadas. Apesar da sujeira pós-feira, a via estava tranquila, sem ambulantes e com pouco fluxo no começo da manhã de ontem. Além dos fiscais, viaturas da Guarda circulavam pelo local. Desde maio, a Prefeitura tenta dar fim à feira, que ocorre nas madrugadas de quinta-feira e domingo e segue por boa parte da manhã. “Ordenar o espaço e trazê-lo de volta à cidade”, afirmou o superintendente da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefiz), Marcelo Pinheiro.


As tentativas de acabar com o tradicional comércio que funciona há quase 20 anos seguem, com reforço na fiscalização e estudo sobre a movimentação dos vendedores. “Ninguém vai mais para a José Avelino porque não tem para onde correr, a rua é estreita. Com duas viaturas da Guarda fixas lá fica difícil”, conta o ambulante Raimundo Alcântara, que vende confecção na rua há quatro anos. Ele ontem estava no vai e vem na avenida Alberto Nepomucemo. “Aqui é mais fácil correr e dispersar”, frisa.


Na tentativa de driblar os fiscais, os feirantes não mais se restringem às tradicionais madrugadas de quinta e domingo. No sábado, 14, houve confronto. A confusão resultou em uso de granada de letalidade reduzida, transeuntes atingidos e um vendedor autuado por resistência, desacato e agressão.

TAGS
NULL