PUBLICIDADE
Jornal

Ex-vereador é condenado por morte de peruana e recorre da decisão

06/10/2017 01:30:00
A Justiça condenou na última quarta-feira, 4, o ex-vereador de Camocim Benedito Soares Pereira a 14 anos de prisão pelo assassinato de Patricia Maria Falconi de Venini, que aconteceu em 2007. Hoje com 90 anos, Benedito foi considerado culpado de ser o mandante do homicídio da peruana, na época, com 49 anos. O 3º Tribunal do Júri o condenou por homicídio duplamente qualificado — motivo torpe e sem chance de defesa da vítima. O júri foi presidido pela juíza Daniela Lima da Rocha.

 

O condenado recorreu da sentença e vai aguardar em liberdade. “Depois de dez anos de crime, ele foi levado a júri popular. Com certeza, é um sentimento de que a justiça pode ser feita, mesmo depois de tanto tempo”, afirma a filha de Patricia, a socióloga Andrea Venine, 34. A família morava em Sobral, na Região Norte, voltou ao Peru após o crime e veio ao Brasil para o julgamento.


Na época do crime, Benedito Soares teve desavença com o marido da vítima, o também peruano Roberto Carlos Venini Tapia. No dia anterior ao crime, Roberto recebeu ligação de um suposto cliente, marcando encontro na avenida Washington Soares. Ao chegar ao local, junto com a esposa, um homem não identificado efetuou dois disparos, que atingiram Patricia Falconi.


O réu negou a autoria do crime, alegando que não tinha motivos para determinar a morte da vítima e que todas as questões que tinha com Roberto Carlos Venini foram resolvidas perante a Justiça de Camocim.

Adriano Nogueira

TAGS
NULL