PUBLICIDADE
Jornal

Caminhoneiro mata jovem atropelada em Maracanaú

10/10/2017 01:30:00
Andreza da Silva Barros, de 20 anos, morreu ao ser prensada contra uma parede por um motorista de caminhão. O crime aconteceu no último sábado, 7, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

 

O POVO apurou que Andreza estava com o irmão dela no momento em que sofreu o atropelamento. Ele quem conduzia a motocicleta. Já o caminhoneiro é natural do interior de São Paulo. Ele estava em um bar no bairro Pajuçara e teve uma discussão no estabelecimento. Ele teria saído do lugar transtornado. No trajeto, ele teria discutido com o irmão de Andreza. Ela estava no banco de trás da motocicleta.


Fernando Delfino, de 39 anos, teria jogado o caminhão contra os dois. O irmão de Andreza foi encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF), em estado grave. A jovem não resistiu aos ferimentos e morreu.


Prisão


Após o crime, Fernando teria tentado fugir, mas os próprios moradores o perseguiram e acionaram a Polícia. Na CE-060, ele foi preso por policiais militares da Força Tática e encaminhado à Delegacia de Maracanaú.


Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), um exame etílico constatou que Fernando Delfino estava embriagado. Ele foi indiciado por homicídio doloso consumado e tentado, além de embriaguez ao volante.


O corpo de Andreza foi velado no último domingo e sepultado na manhã de ontem, por familiares e amigos. A Polícia ainda investiga a causa da discussão.

Adriano Nogueira

TAGS
NULL