PUBLICIDADE
Jornal

"Agora, é ilegal exportá-los", diz vendedor de fósseis da Alemanha

26/09/2017 01:30:00
NULL
NULL

[FOTO1] 

A distante Morsbach, cidade alemã situada na região administrativa de Colônia, aparenta ter ligação direta com Nova Olinda, no Ceará. Dos fósseis anunciados no site eBay é comum encontrar achados do município brasileiro.

 

Em um dos cardápios acessados pelo O POVO, a Classic Rock oferecia na vitrine virtual três fósseis de peixes extraídos da jazida fossilífera da Bacia do Araripe. Juntos, o valor de um Vinctifer sp., um Neoproscinetes sp.e um Brannerion sp. (veja infográfico) somavam R$ 18.344,33.


No último dia 15, uma tarja informava que o anúncio estava “terminado”, pois o Neoproscinetes sp.havia sido vendido, às 11h30min, por 1. 593,60 euros (R$ 5.955,33) mais frete de 5,60 euros. Um comprador, provavelmente, na própria Alemanha. A peça, ressaltava a publicidade, havia sido preparada por um profissional em lapidar achados paleontológicos.


Por e-mail, o vendedor alemão Marco Frigerio me diz que não há documentação de compra dos fósseis. O Vinctifer sp., por exemplo, foi exportado do Brasil e adquirido em 1948 por “um colecionador alemão”. Depois, entregue a ele (Marco) como presente. “Agora, é ilegal exportá-los. Não tentaria importá-lo para o Brasil, pois isso criará problemas”, alerta o comerciante de fósseis na Alemanha.

Adriano Nogueira

TAGS
NULL