PUBLICIDADE
Jornal

Empresa nega despejo de lixo na barragem do rio Cocó

26/08/2017 01:30:00
Após denúncia de despejo de lixo nas margens da barragem do rio Cocó, a construtora responsável pela execução da obra, a PB Construções, acusada pela comunidade de colocar o lixo e aterrá-lo, negou ter feito o despejo.

 

Em nota, a empresa “refuta veementemente qualquer ilação de que o material disposto no local tenha sido depositado pelo consórcio”. Diz ainda que o local “costuma ser usado clandestinamente, por terceiros, para despejo de lixo”. A empresa não comenta sobre o aterramento do lixo, que também é considerado crime ambiental.


A Secretaria das Cidades (SCidades), órgão do Governo responsável pela obra, informou ontem que foi feita limpeza da área na quarta-feira, 23, pela manhã. No entanto, em visita do O POVO no mesmo dia à tarde, permanecia um monte de quase cinco metros de altura de lixo. Moradores afirmaram que, até a manhã de ontem, o cenário era o mesmo. A Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado afirmou que “o caminhão está despejando entulho fora da área da bacia, na área do Estado”.


A SCidades afirmou “que irá acionar os órgãos fiscalizatórios e que tomará as providências cabíveis”.

Adriano Nogueira

TAGS