PUBLICIDADE
Jornal

Candidatos e servidores reclamam de novo sistema de teste do Detran

08/08/2017 01:30:00
Além do transtorno de precisar refazer o teste, a reprovação no exame prático do Detran-CE trouxe gastos inesperados à analista de mídias sociais Raquel Duarte, 45. “Já foram mais de R$ 2 mil para a autoescola. Cobraram mais R$ 450 para fazer os exames e agora mais R$ 70 para refazer”, criticou a candidata. Além desses valores, o Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito (Sindetran-CE) reclama de outras práticas envolvendo a implantação do sistema de videomonitoramento e telemetria.

 

A categoria argumenta que é prejudicial para o candidato fazer prova em veículo fornecido pelo Detran-CE. “Até uma pessoa habilitada fica incomodada num carro diferente. Para um aprendiz é pior ainda”, comentou Eliene Sousa, coordenadora do Sindetran-CE. Servidores ainda reclamam que os novos equipamentos apresentam erros. “Tem muitas falhas que o sistema acusa e não são reais”, acrescentou.


Segundo a coordenadora, desde o dia 1º, o Detran-CE retirou parte da prova para reduzir os índices altos de reprovação. “Não estão mais fazendo estacionamento. E as pessoas que foram reprovadas nesta fase? Elas serão ressarcidas? Estão habilitadas? Poderão refazer o teste de graça?”, questionou Eliene.


Aptidão

Em nota, o Departamento Estadual do Trânsito esclareceu que os candidatos devem ter aptidão para dirigir qualquer veículo. “A legislação não determina que o candidato tem de fazer o exame no mesmo carro que fez as aulas práticas”, argumenta.

 

Sobre os valores cobrados para refazer o exame, o órgão esclareceu que acordo com o SINDCFCS permitiu que fosse cobrado valor de aproximadamente R$ 40 para uso dos carros equipados com câmeras e sensores. A alternativa, segundo o departamento, é que a própria autoescola equipe os veículos com o sistema de videomonitoramento para os alunos.


O órgão ainda ressaltou que as acusações de falhas no sistema são inverídicas e reforçou que a alta taxa de reprovação é devido à mudança no sistema de provas. (Igor Cavalcante)

Adriano Nogueira

TAGS