PUBLICIDADE
Jornal

Fiscalização começa com meta de 2 mil vistorias ao mês

11/07/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

A avenida Barão de Studart foi a primeira via de Fortaleza a receber a fiscalização da Enel Distribuição Ceará (antiga Coelce) contra fiação irregular. A operação foi iniciada ontem pela companhia. A meta é que, por mês, sejam feitas 2 mil fiscalizações em todo o Estado por equipes contratadas exclusivamente para cumprir esse trabalho. O objetivo é regularizar a situação até o fim do ano.


Os postes instalados no Estado são de responsabilidade da companhia distribuidora, que cede a infraestrutura para empresas de telecomunicações. De acordo com as normas técnicas, podem ser feitas seis ligações em um poste: quatro de empresas de telecomunicações, um da Enel e um do Governo do Estado, e a distância mínima para a fiação de baixa tensão em via urbana, entre a rede elétrica e de telecomunicação, é de seis metros.


Em todo o Estado, mais de 100 empresas de telecomunicação usam os postes da Enel. Todas elas, segundo a companhia, foram notificadas sobre a fiscalização. A partir da operação iniciada ontem, as empresas que ainda estiverem irregulares serão notificadas para se ajustar em prazo de 30 dias. Se o problema persistir, a fiação será retirada.


“As empresas que colocam de forma clandestina, quando forem se regularizar, podem sofrer sanções e penalidades pertinentes”, explica Carlos Falconiere, gerente de grandes clientes da Enel.


Levantamento organizado pela companhia indicou que o Ceará tem em torno de 291 mil cabos e 17 mil postes irregulares. A Enel recebe denúncias pelo telefone 0800 285 7887 ou pelo e-mail compartilhamento.brasil@enel.com.

Adriano Nogueira

TAGS