PUBLICIDADE
Jornal

Médica cearense é baleada no Rio de Janeiro

Klayne Moura Teixeira de Sousa, 28, é natural de Brejo Santo e faz residência médica no Hospital Municipal Miguel Couto, no Centro do Rio. Ela foi atingida na manhã de ontem, foi socorrida e se recupera bem

28/04/2017 01:30:00
NULL
NULL
[FOTO1]

A médica cearense Klayne Moura Texeira se recupera após ter levado um tiro, por volta das 11 horas da última quarta-feira, 26, quando dirigia por ruas do Complexo de Favelas da Maré, no Rio de Janeiro (RJ). Ela passava pela área guiada pelo aplicativo Google Maps e foi atingida em um dos braços.


Klayne é natural de Brejo Santo, na Região do Cariri, e mora há dois anos no Rio de Janeiro, onde atua como médica residente no Hospital Municipal Miguel Couto, no Centro.


Segundo informações de jornais da imprensa carioca, Klayne estava indo ao Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ) fazer transferência de um documento do carro, quando foi orientada pelo aplicativo a transitar pelo Complexo da Maré.


Conforme a Polícia Civil, traficantes teriam cercado o veículo da médica, que acelerou na tentativa de fugir, quando um dos homens atirou. Jornais do Rio noticiaram que, após verem a vítima, os próprios criminosos teriam conduzido a médica até uma organização não governamental (ONG), a Associação Luta Pela Paz, para ser socorrida. Depois, ela foi levada ao próprio hospital Miguel Couto e passa bem.


Por telefone, a assessoria de comunicação da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro informou ao O POVO ontem que o delegado Wellington Vieira, responsável pelo caso, instaurou um inquérito de investigação como tentativa de homicídio. Na manhã de ontem foi realizada uma perícia no veículo atingido e funcionários da ONG que socorreram a médica foram ouvidos em depoimento.


Ainda segundo a assessoria, a Polícia Civil aguarda recuperação de Klayne Moura para colher depoimento dela, o que deve acontecer ainda hoje.


Até o fechamento desta página, ninguém havia sido preso. As investigações estão a cargo da 21º Distrito Policial.


A cearense se formou em Medicina em 2013, no Centro Universitário Uninovafapi, em Teresina (PI), e atua como anestesiologista no Rio de Janeiro.

TAGS