VERSÃO IMPRESSA

Dom Cláudio Hummes vem a Fortaleza para lançar livro

Amigo próximo do pontífice, o arcebispo emérito de São Paulo volta a Fortaleza para lançar livro sobre as metas para uma Igreja mais misericordiosa e aberta aos marginalizados

01:30 | 05/04/2017

[FOTO1] 

 

“Não te esqueça dos pobres”, foram as palavras dirigidas por dom Cláudio Hummes ao cardeal Jorge Mario Bergoglio há pouco mais de quatro anos. No conclave em Roma, o argentino acabava de ser eleito o 266º papa da Igreja Católica. Recebia do brasileiro o abraço e um beijo no rosto, além da frase que o inspirou a escolher o nome de Francisco. “Eu não tinha preparado aquilo, veio assim na hora. Coisas do Espírito Santo, que usa os amigos para isso”, revela o cardeal Hummes.


Em março de 2013, o arcebispo emérito de São Paulo esteve entre os 115 cardeais que votavam e podiam ser votados para o cargo de sucessor de Bento XVI. Hoje, o franciscano brasileiro reafirma o ânimo conferido aos católicos pela escolha de Bergoglio. E foi refletindo sobre as mensagens do pontífice para reformar a Igreja Católica que ele voltou a Fortaleza, realizando conferências de lançamento do livro Grandes Metas do Papa Francisco, na manhã e na noite de ontem.


Os desafios de uma igreja que vai às periferias e encoraja mais do que acusa foram debatidos pelo cardeal com padres, seminaristas e religiosos na Faculdade Católica do Ceará. Alguns deles contemporâneos ao arcebispado de Hummes em Fortaleza, que compreendeu os anos entre 1996 e 1998. Como dom Edmilson Cruz, bispo emérito de Limoeiro do Norte, que chamou atenção para que os negros e povos indígenas não sejam tirados da posição de sujeitos da própria história.


“São metas a longo prazo que o papa Francisco propõe. Alguns acolhem mais rápido, outros têm ritmo mais lento. E ele nos chama a caminhar como irmãos, como amigos, respeitando nossas diferenças”, orientou. Na obra lançada, ele traça 21 objetivos do pontífice à frente dos católicos. As ideias e gestos já realizados se pautam na busca pela paz mundial, pela simplicidade e pelo cuidado com a natureza. “Isso vem de São Francisco de Assis, do nome que ele escolheu”, complementa.


Povo católico

Como dois cardeais latino-americanos, Hummes e Bergoglio mantiveram contato desde 2001. A partir de então, estiveram próximos em sínodos e reuniões em Roma. E também no Brasil, integrando a comissão que elaborou o texto após a Conferência de Aparecida, em 2007. Para dom Cláudio Hummes, o pontificado de Francisco reavivou a confiança do povo católico. Ele se diz esperançoso ao ver que as pessoas, religiosas ou não, se inspiram nas propostas e ações do papa.

 

Serviço

 

Livro Grandes Metas do Papa Francisco

À venda na Livraria Paulus

Onde: Rua Floriano Peixoto, 523, Centro

Preço: R$ 12

THAÍS BRITO

TAGS