VERSÃO IMPRESSA

Músico preso na Maraponga teria tentado induzir menino a sexo

01:30 | 29/03/2017
O cantor de apoio Emerson Eli Barbosa Nunes, 39, conhecido como Emerson Barney, preso preventivamente no último sábado, 25, por suspeita de estupro, teria tentado induzir um garoto de 13 a fazer sexo com ele. É o que afirma a titular da Delegacia de Combate a Exploração da Criança e do Adolescente. (Dececa), Ivana Timbó. Conforme ela, o crime teria ocorrido em 2013, quando Emerson foi indiciado por constrangimento ilegal.

 

“Nosso entendimento inicial foi que ele deveria responder pelo constrangimento, em razão da troca de mensagens por rede social entre ele e a vítima, quando tentou induzi-lo ao sexo”, contou a delegada. Entretanto, após o caso ser encaminhado para o Juizado Especial, novas provas e depoimentos foram coletados, o que teria justificado o pedido de prisão e conversão em novo inquérito, por parte do Ministério Público do Ceará (MPCE). Desta vez, a acusação é de estupro. O caso foi transferido para a 12ª Vara Criminal.


Emerson estava atuando como cantor freelancer na banda de forró Toca do Vale e foi capturado após show realizado no festival Barril Forró West, na Maraponga. A informação foi antecipada ontem pelo O POVO. O cantor era procurado há pelo menos três meses pois estava com mandado de prisão em aberto.


A delegada disse que o cantor optou por permanecer em silêncio durante interrogatório, alegando que só se manifestaria em juízo. Ela não confirmou se houve contato físico entre o acusado e a vítima.


A assessoria de comunicação Solo Music informou que a prisão ocorreu de forma tranquila. E ressaltou que, apesar de não ser um funcionário da banda, os empresários acompanharam o músico até a delegacia. A família do músico contratou um advogado, que recorreu da decisão. (Thiago Paiva)

ADRIANO NOGUEIRA

TAGS