Participamos do

O ranking dos planos de saúde

00:00 | Nov. 19, 2017
Autor Jocélio leal
Foto do autor
Jocélio leal Editor-chefe dos núcleos de Economia e Negócios (Veículos, Imóveis e Empregos&Carreiras)
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

No ranking das maiores operadoras de Plano de Saúde do Ceará, por número de beneficiários da assistência médica, o Hapvida é o líder. Tem 539.001 clientes. Somando também o atendimento odontológico (343.015), chega a 882.016.  Nos 23 estados onde atua, o Hapvida tem 2.193.938 beneficiários. Em outubro, teve crescimento de 1.5% na captação de clientes novos, ante outubro do ano passado.


Os dados são da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). No Ceará, o segundo lugar no ranking é da Unimed Fortaleza. Na modalidade atendimento médico, tem 321.990 clientes. O número indica queda de 0,69%. A Unimed Fortaleza não oferece atendimento odontológico. Quanto ao tipo de contrato, o Hapvida tem, só no Ceará, 379.109 contratos individuais. Já os coletivos são 502.864. Já a Unimed Fortaleza tem individuais 139.817 e coletivos, 182.173.


Três letras causam dor de cabeça nas operadoras: N, I e P. A Notificação de Intermediação Preliminar (NIP), registro de reclamação na ANS, é tudo o que uma operadora procura evitar. Significa uma fase pré-processual. Quando ainda pode haver a solução do conflito entre cliente e empresa. Em caso de mau atendimento, experimente usar esta senha: NIP.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

SAÚDE PÚBLICA: DINHEIRO NÃO É TUDO

O quadro de penúria na saúde pública do Ceará não se justifica na falta de dinheiro. Nas contas do Abolição, os recursos deste ano são R$ 130 milhões a mais do que em 2016. E isto é motivo de desgastes internos na Secretaria da Saúde. Da parte dos médicos tem cabido o papel antipático de exibir as agruras. Mas é pouco. Fazer hospitais e contratar pessoal também. Não há ninguém discutindo por que não aplicar com mais rigor o Código de Trânsito (vitimas de acidentes com motos lotam os leitos) e contratar a rede privada, por exemplo.

MOTOS HONDA


5% em 2018

O presidente da Honda na América do Sul, Issao Mizoguchi, disse à Coluna em São Paulo que 2018 deverá ter crescimento ligeiro nas vendas de motocicletas. Nada além de 5%. É que o nível de desemprego no segmento que compra as motos mais populares é alto. Em carros, ele vê horizonte melhor para os carros de entrada.


PINTO MARTINS


Espelhos

Faria muito bem para a Cidade que a Fraport ouvisse os urbanistas do Fortaleza 2040. Decerto há maturidade em quem opera Frankfurt, feito respeitando a floresta. Em Fortaleza, há imensos impactos no entorno a serem considerados. O tom festivo da acolhida não pode ignorar os efeitos. Às vezes somos meio índios que ganharam espelhos.

 

JOGO RÁPIDO


SUPINO. Renato Albuquerque (com uma recém aberta Planet) e Zezinho Jereissate (com sete Green Life em Fortaleza e Eusébio) provam que o mercado de academias é saudável. O fenômeno Smart Fit não abate quem oferece mais serviços e cobra por isso.


O EQUILIBRISTA


Um prêmio muito justo

Não poderia ser mais pertinente o prêmio Equlibrista 2017 (do Ibef-CE) para o vice-presidente de Investimentos e Controladoria do Grupo M. Dias Branco, Geraldo Luciano Mattos Júnior. A entrega é terça-feira à noite no Gran Marquise. O executivo assumiu na semana passada a 2ª Vice-Presidência do PSDB, é potencial candidato ao Governo do Estado e trafega bem no Governo Camilo Santana.

 

Horizontais

* UMA MÉDIA. O Banco do Nordeste realiza o Fórum BNB de Cidades Médias G20%2b20, quinta e sexta, no Passaré. Vai reunir 40 maiores cidades médias do Nordeste e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo (excluídas capitais e municípios de regiões metropolitanas). Participam da abertura o presidente do Banco, Marcos Holanda, e o embaixador de Israel, Yossi Shelley, que apresentam os objetivos e os eixos de atuação da plataforma G20%2b20. Logo após, o economista-chefe do Banco do Nordeste, Luiz Alberto Esteves; Luiz Antônio Athayde Vasconcelos, representando a Fundação Dom Cabral; e José Henrique Paim, representando a FGV, discutem a importância das cidades médias para a estratégia de desenvolvimento * RÁDIO. De segunda a sexta tem Vertical S/A nas rádios O POVO CBN e Mucuripe FM 106.5.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente