Participamos do

Pecém: torcida por um bom contrato

17:00 | Ago. 19, 2017
Autor Jocélio leal
Foto do autor
Jocélio leal Editor-chefe dos núcleos de Economia e Negócios (Veículos, Imóveis e Empregos&Carreiras)
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
[FOTO1]

É natural que em negociações do gênero o sigilo seja obrigatório. Assim, ao contribuinte cearense resta torcer para que as tratativas entre o Governo do Estado e a holandesa Port of Rotterdam estejam avançando de modo bastante proveitoso. É grande a expectativa com o retorno a ser obtido, dado o valor que nossa joia da coroa tem, o muito bem localizado Porto do Pecém.


A importância do Pecém, aliás, vai além dos interesses cearenses. Seu potencial de movimentação, devidamente percebido pelos holandeses, confere ao País um trunfo em uma fase na qual são decisivos movimentos com poder de captar investimentos privados. Em cenário de agenda nacional ainda submersa, ter um porto entrando no mapa internacional conta muito.


Mas há um sigilo necessário. Deste modo, aos cearenses cabe acreditar que estamos indo bem à mesa com os outrora invasores e hoje bem-vindos Países Baixos. A Holanda tem capital e know how, mas o Ceará tem o porto. Este ativo cria uma circunstância muito favorável ao Estado para que estabeleça uma relação altiva com os potenciais parceiros.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O melhor exemplo de relação profícua entre público e privado está em...Roterdã. A Port of Rotterdam é estatal. A Prefeitura da cidade detém 70% do capital social e o Governo da Holanda os demais 30%. Em tempo: os quatro maiores portos do mundo são chineses. O quinto é coreano. Roterdã é o sexto. Os holandeses interessam, mas o Ceará precisa assinar um contrato no qual seja grande.


LEVEL 3


Conexão Cearense


A Level 3, de soluções de telecomunicações e internet para o mercado corporativo, abriu filiais em Recife e Salvador. Já estava em Fortaleza, donde cobria as demais capitais do Nordeste.A base principal da Level 3 continua em Fortaleza. A cidade concentra um ponto de conexão entre as redes terrestre e submarina.

 

MODA INFANTIL


Nasce uma franquia


A marca cearense de moda infantil masculina DocDoc vai abrir suas primeiras franquias, uma no Shopping Iguatemi Fortaleza e outra na cidade de Feira de Santana, na Bahia. A marca tem duas lojas próprias na Capital. O casal de sócios Paula Carvalho e Igor Albuquer atua com moda desde 2000. “Mas foi o nascimento do nosso primeiro filho, Arthur, que mostrou uma oportunidade para roupas descoladas para meninos”.


JOGO RÁPIDO

 

CASE. O IFCE é um case de desenvoltura na relação academia e empresas. A Apple, por exemplo, já está lá. Empresas de alunos prestam serviços, criando aplicativos para a americana. O IFCE foi descoberto e foi ao Vale do Silício. LG e Samsung também estão nos campi.


ELETROPORTÁTEIS

Ventilador no 3

 

Após uma reestruturação da empresa Mallory (com fábrica em Maranguape), no final de 201,5 o Grupo Taurus demonstrou confiança no mercado brasileiro e hoje processa resultados. A VP Annette de Castro diz que o crescimento em plena recessão chegou a 40%, ante mercado de eletroportáteis com redução de aproximadamente 15% (fonte Eletros) no ano passado e com um 2017 ainda mal.


PAINEL NA PRAIA


DE VOLTA. O clássico painel de Válber Benevides voltará para a praia donde saiu. O painel passará a fazer parte do Centro Cultural Belchior, bem ao lado do saudoso Cais. Um acerto entre secretários. Fabiano dos Santos (Secult) e Evaldo Lima (Secultfor).O painel pertence ao Estado. O então governador Cid Gomes recomendou a compra por R$ 25 mil. É um acrílico sobre lona de 5,5m por 1,5 m. Em abril Válber inseriu Falcão, Ednardo e Belchior.


AMA


Ideias na semiaridez


A Núcleo Consultoria, da UFRRJ; a Poli Júnior Engenharia, da Escola Politécnica de Pernambuco; e a Sea Jr, da UFRN são as finalistas do Desafio AMA (a água da Ambev). Universitários vão criar soluções para renda no semiárido. Jaguaruana, Aiuaba e Capistrano são municípios cearenses a serem atendidos com as ideias

 

HORIZONTAIS

* MULHERES. O grupo voluntário Mulheres do Brasil nacional já conta com mais de 5.000 pessoas registrada Em Fortaleza, começou em dezembro 2016 e hoje tem cerca de 150 mulheres participando. Os Núcleos regionais atuam de uma forma independente, seguindo as diretrizes nacionais. No Ceará, Artesanato, Educação (iniciando). Cultura de Paz, Vozes Violência contra a Mulher (iniciando) e Desigualdade Racial (iniciando) * FUTEBOL. A Topper lançou na sexta-feira a coleção da temporada 2017/2018 do Clube Náutico Capibaribe, do Recife. O novo uniforme terá sua estreia em Fortaleza. Será na próxima sexta-feira (25), pela 22ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro, na Arena Castelão, contra o Ceará * RÁDIO. De segunda a sexta tem Vertical S/A a qualquer momento na O POVO-CBN e Mucuripe FM.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente