Os Leões
PUBLICIDADE

VERSÃO IMPRESSA

Os Leões

2018-09-13 01:30:00
Acendeu uma luz amarela no Pici. A gordura acumulada passo a passo durante todo o primeiro turno foi escorrendo até se dissolver, e, diante dos últimos resultados, o torcedor tricolor fica aflito e quer se ver livre da pulga que incomoda atrás de sua orelha.

 

Quatro dos 20 clubes que disputam o campeonato da Série B vão subir para a Série A. Na virada do turno, a diferença do Fortaleza líder da competição para o quinto colocado era de dez pontos. Não se discutia se o clube ia subir. A dúvida era se seria campeão brasileiro.

 

Na verdade, a campanha do segundo turno está longe de ser um desastre. Foram sete jogos, três vitórias, um empate e três derrotas. Dez pontos conquistados em 21. Assusta os tricolores a diferença para o quinto colocado. Passou a ser de cinco pontos.

 

A queda de produção virou o tema do momento. Alguns atribuem ao sistema defensivo. Parte da mídia culpa o goleiro Marcelo Boeck e o zagueiro Diego Jussani por conta de falhas individuais. Outros reclamam das arbitragens nos jogos contra o CRB e Figueirense.

 

As interpretações variam conforme o olhar de quem observa, e, pelo meu ângulo de ver, a bola do Fortaleza não está entrando. Bola pra lá, bola para cá e o Fortaleza perdendo gols. De repente um contra-ataque nos remete a um ditado do futebol. Quem não faz, leva.

 

Gosto do estilo de jogo dos times do Rogério Ceni. Mesmo perdendo um ou outro, o Fortaleza parte para cima do seu adversário e mantém a posse da bola com constante troca de passes de seus jogadores, que se deslocam por todos os espaços do campo.

 

A vocação de atacar é tão grande que o atual primeiro volante da equipe é Felipe, que se destaca por ser habilidoso, ter bom passe e ser finalizador. Ganhou a posição de Derley, volante de características defensivas, aguerrido e um excelente marcador.

 

A escalação contra o Sampaio Corrêa amanhã à noite é uma incógnita. Acho difícil Rogério Ceni abandonar a ideia de propor o jogo, mas, como a bola do Fortaleza não está entrando, pode ser que ele dê uma reforçada na defesa e fique com um olho no padre e outro na missa.

 

Sérgio Redes

TAGS