PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

O comentarista de resultados

2018-01-25 00:30:00


Vez por outra escrevo sobre o comentarista de resultados. Alguns deles, conversando comigo, dizem que eu implico. Não é verdade! Confesso que tenho até um pingo de admiração da relação umbilical que eles têm com o torcedor. Dizem o que o torcedor quer ouvir.

De olho na audiência e tendo que atrair cada vez mais ouvintes ou telespectadores os comentaristas de resultados especulam os bastidores dos clubes procurando saber de tudo o tempo todo. Uma derrota de um grande para um pequeno é uma festa. Foi o que aconteceu domingo passado quando o Ceará perdeu para o Iguatu. O assunto ocupou a metade do programa do qual participo na TVC, que tem uma hora de duração. Nele, os comentaristas se orgulham de tentar analisar futebol por todos os ângulos possíveis.

Todos somos reféns dos resultados. “Venceu ou perdeu?”, é a pergunta que todos fazem numa segunda-feira pela manhã. A diferença é que na defesa do seu estilo e dos seus interesses o comentarista de resultados cria todo um espectro carregando o vitorioso num andor e maldizendo o perdedor.

Se a equipe é vitoriosa se derramam em elogios e, no caso das derrotas, procuram por um ou mais culpados. O técnico é sempre o bode expiatório. Perdeu duas ou três partidas seguidas e a notícia circula na mídia esportiva: fulano de tal está na corda bamba. 


O sensacionalismo explorado pelo comentarista de resultados percorre um rastilho de pólvora e acende o coração do torcedor. Incendiado pela informação e cego pela paixão, o torcedor não se permite fazer reflexões e nem analisa os fatos. Ele também quer resultados.

Lidando com poucas variáveis, o comentarista de resultados tem muitas certezas. Fico ouvindo e vendo! Falar durante muitos minutos sobre um assunto que você não domina tem lá seu rasgo de genialidade. O futebol é tão complexo que quanto mais eu vejo mais tenho dúvidas.

Lembro de um hai kai criado pelo professor de Educação Física Flávio Wirtzbiki. Tínhamos visto um jogo pela televisão e um comentarista esportivo cumpria sua função. O Mestre não deixou ele acabar e completou: Jogo terminado/fala com autoridade/o comentarista de resultados.

Sérgio Redes

TAGS