Participamos do

Oferecer ou não a chupeta ao seu filho?

Especialistas divergem sobre o assunto e pais também, a busca do equilíbrio e atenção são o mais importante neste processo
00:00 | Ago. 26, 2018
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
Quem acredita que não há problemas em usar a chupeta afirma e defende que a principal função da chupeta é acalmar o bebê. E é fato, pois o ato de sugar realmente relaxa o bebê, deixando seus batimentos cardíacos mais regulares, por isso a chupeta é muito utilizada para fazer o bebê dormir ou se acalmar durante as famosas cólicas e outras dores e incômodos.

 

Alguns pediatras dizem que ao usar a chupeta o bebê pode rejeitar mais cedo o seio, mas já outros dizem que não, e ainda ajuda na sucção, que é reflexo vital para o crescimento e desenvolvimento psíquico do bebê. Existem até estudos que comprovam que bebês prematuros aprenderam a sugar a partir do uso da chupeta, deixando a alimentação por sonda mais rápido.

 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A verdade é que tudo demais ou desnecessário faz mal, por isso, use a chupeta realmente quando e se for preciso! Deixe o bebê solicitar e não simplesmente a coloque se ele estiver tranquilo e bem. Caso a chupeta já faça parte da rotina da criança, tire o quanto antes, até por volta dos dois ou três anos.

 

Veja algumas desvantagens do uso da chupeta:

Otites_ existe uma relação comprovada entre o uso prolongado de chupeta e infecções de ouvido. Acredita-se que o uso da chupeta aumente a propensão da migração de infecções para a trompa de Eustáquio (a passagem oca que liga o ouvido médio e a garganta).

Infecções em geral_ o uso da chupeta já foi estatisticamente associado a um risco maior da presença de sintomas como vômitos, febre, diarreia e cólica. Esterilize-a com frequência e carregue sempre uma limpa de reserva para o caso de a que ele estiver usando cair no chão.

 

Problemas dentais_ o uso prolongado de chupeta e o costume de chupar o dedo podem causar problemas no desenvolvimento dos dentes, principalmente se a criança ainda tiver o hábito quando os dentes permanentes já estiverem nascendo. Esses problemas costumam exigir o uso de aparelhos ortodônticos.

 

Problemas de fala_ o uso da chupeta impede os bebês de emitir sons do tipo "gugu-dadá", "agu", que são uma etapa importante do processo de aprender a falar. Em crianças maiores, reprime a fala, inibindo o desenvolvimento da linguagem. Esse tipo de problema é amenizado se o uso da chupeta ficar limitado à hora do sono.

 

Prejuízo à amamentação_ existem fortes dados mostrando que mulheres que dão chupetas aos bebês têm maior probabilidade de desmamar os filhos mais cedo que mulheres que não dão a chupeta todos os dias.

 

LARGA A CHUPETA!UM GUIA PARA MÃES AFLITAS

Jenny Rosén busca esclarecer os prós e os contras do uso da chupeta, a hora da separação, os perigos do uso excessivo e apresenta possíveis soluções e depoimentos de mães que conseguiram lidar com essa fase da infância. Preço médio: R$32,90.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente