Participamos do

Faculdades: quais as razões para as demissões?

01:30 | Dez. 20, 2017
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

 
Começa a surgir uma onda nacional de demissões em faculdades privadas. A Estácio entrou em confronto com a Justiça do Trabalho que, em um primeiro momento, suspendeu a demissão de 1.200 professores. A Umesp, de São Paulo, fechou cursos e demitiu também cerca de 50 professores.


Em Fortaleza, não há precisão sobre o número de demissões, mas há manifestações de alunos de algumas faculdades em protesto contra o afastamento de professores. As explicações para esse movimento são variadas..


A análise feita é de que se trata do efeito de vários fatores, dentre os quais a reforma trabalhista seria um deles. Na avaliação de fontes que preferem não se identificar, há uma adequação da oferta à demanda.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


Alguns gestores também acreditam que a instabilidade do Fies teria reduzido o número de matrículas, gerando esse movimento no mercado.
[FOTO1]
EXPORTAÇÕES NORDESTINAS


CRESCIMENTO DE 32% ATÉ NOVEMBRO


A exportações nordestinas atingiram o patamar de US$ 15,3 bilhões, de janeiro a novembro deste ano. O aumento foi de 32% em relação ao mesmo período do ano passado e bem superior à média do País de 7,7%. As importações, entretanto, foram bem maiores, com acréscimo de 9%, e somaram US$ 17,7 bilhões.


Os números são do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene/BNB), com base em dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

TRANSAÇÕES CORRENTES


O LADO BOM DO DÉFICIT


O presidente da Câmara Temática de Comércio Exterior e Investimento Internacional do Ceará, Rômulo Alexandre Soares, explica que o déficit das transações correntes do Ceará pode parecer ruim, mas não é.


O Ceará importou este ano US$ 237 milhões a mais do que o valor total que exportou. “Esse número deve ser olhado pela qualidade das compras e não pela quantidade. Importar não é sempre ruim, como dizem por aí”, acrescenta.


Na sua avaliação, as importações de carvão e minério ajudaram a construir o déficit, mas fizeram do Estado um dos maiores produtores de energia na região e um dos maiores exportadores de produtos siderúrgicas do Brasil.


“Comprar máquinas, equipamentos e matérias-primas em dólar é bom para a indústria. O ruim é continuarmos a ocupar o 14º lugar no ranking nacional de Comex, termos 2% da população do Brasil, e representarmos somente 1% das transações internacionais do País”, reforça.

ESTADO


REABERTURA DO REFIS


O Estado reabriu o Programa de Recuperação Fiscal (Refis 2017), que agora vai até o próximo dia 27. Através do programa é possível quitar ICMS, IPVA e ITCD em atraso com redução de até 100% da multa e dos juros, no caso de pagamentos à vista.

COOPERAÇÃO


ANGOLA CABLES E RNP


A Angola Cables e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) assinaram memorando de entendimentos para trabalho em conjunto.

O acordo pretende estabelecer soluções em conectividade entre Brasil e África, através de uma integração das redes acadêmicas avançadas.


A parceria deve proporcionar uma cooperação técnica para a operação de redes avançadas de telecomunicações, ensino e pesquisa.

RESTAURANTES


EMBALADOS PELO TURISMO


O presidente do Sindicato dos Bares e Restaurantes, Moraes Neto, destaca o crescimento do movimento no setor, que amargou prejuízos nos últimos anos. A previsão é de uma melhora mais consistente, com crescimento de até 15%, com as festas de final de ano e a chegada de mais turistas na cidade.

REFINARIA

 

MOMENTO FAVORÁVEL


O consultor Bruno Iughetti acredita que há um ambiente favorável para a implantação do projeto da refinaria do Ceará. Pelo cenário atual, segundo ele, há uma demanda que justifica a realização dos investimentos.


Para o Ceará, além dos empregos com maior qualidade que poderão ser gerados, existe uma possibilidade de ganhos de produtividade, com a realização de projetos na área de petróleo e gás no Porto do Pecém, favorecendo a redução dos custos logísticos.

Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento” Albert Einstein (1879-1955), físico alemão

RÁDIO


O POVO Economia da Rádio O POVO CBN (FM 95.5) a partir das 14 horas. Destaque para o quadro “Sobe e desce da economia”, com o jornalista Nazareno Albuquerque.

FACEBOOK


Curta a nossa página: facebook/ opovocbn


TV


Você pode assistir ao programa O POVO Economia também através do portal: tv.opovo.com.br/ opovoeconomia.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente