PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Sefaz intensificará fiscalização dos cartões de crédito

01:30 | 17/06/2017

A Secretaria da Fazenda anunciará na próxima semana uma fiscalização intensa na área de cartões de crédito. O pacote de medidas será detalhado quinta-feira pelo secretário Mauro Filho.

Há indícios de aumento do número de empresas que não informam corretamente os valores comercializados. A Sefaz tem percebido que muitos estabelecimentos estão declarando movimentação bem inferior à registrada pelas operadoras de cartão de crédito. Situação semelhante aconteceu em 2009, quando a Secretaria realizou uma ação intensa de fiscalização e recolheu R$ 350 milhões.

Em entrevista à coluna, Mauro Filho disse que ainda não pode nominar se os casos são de fraude ou de sonegação, mas garante que serão tomadas as ações necessárias para recuperar a arrecadação do Estado.

“Quem estiver irregular, pode correr para se regularizar”, avisa.

ESTADO

QUEDA EM ARRECADAÇÃO

O Ceará tem sentido o efeito da crise. De janeiro a março, havia uma estabilidade positiva da arrecadação, mas nos meses seguintes as perdas começaram a se configurar. Mauro Filho diz que a queda foi de 2,4% em maio, em relação aos números do ano passado.

APOSENTADORIA 1

LONGA JORNADA DE TRABALHO

Qual o perfil das pessoas que contribuem para a previdência na Região Metropolitana de Fortaleza? O Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) elaborou um estudo sobre o assunto e percebeu que os contribuintes do sistema são, predominantemente, assalariados do sexo masculino, mais escolarizados, com idade entre 25 e 49 anos.

Diante deste perfil, caso seja aprovada a proposta atual de reforma, com idade mínima dos 65 anos para os homens se aposentarem, seria necessário pelo menos mais quinze anos de atividade laboral para que a massa dos contribuintes consiga o mesmo benefício.

 

APOSENTADORIA 2

 

MAIS 55 ANOS DE CONTRIBUIÇÃO

O coordenador de Estudos e Análises de Mercado do IDT, Erle Mesquita, explica que essa é uma estimativa feita sem levar em conta o tempo de permanência das pessoas no emprego e para conseguir um trabalho formal (média de nove meses em Fortaleza).

Pelo estudo, há uma rotatividade muito grande de profissionais no mercado e a média de permanência no emprego é de cinco anos. Com a aprovação do tempo de contribuição de 49 anos para conseguir a aposentaria integral, proposta na reforma, e esta média de empregabilidade, seriam necessários mais de 55 anos de contribuição para se aposentar.

O estudo conclui que os resultados das mudanças propostas pela reforma, diante das características do mercado, seriam de uma situação de deterioração das aposentadorias, já que muita gente não conseguiria contribuir o tempo necessário para obter uma aposentadoria integral.

REMUNERAÇÃO

SEGURIDADE SOCIAL

O acesso à aposentadoria ainda é privilégio de uma elite de trabalhadores no País. Na RMF, do 1,6 milhão de trabalhadores ocupados, apenas 958 mil disseram contribuir para a Previdência Social em 2016. Vale lembrar que a contribuição garante não apenas a remuneração na terceira idade, mas também a seguridade social com pecúlios nos casos de desemprego ou de óbito.

MUDANÇAS

REFORMAS NECESSÁRIAS

O economista e consultor Alcântara Macêdo reforça a necessidade da reforma da previdência para o equilíbrio das contas públicas. Na sua avaliação, é preciso buscar um modelo que garanta a sustentação do sistema. Em entrevista ao O POVO Economia, ele explica que é necessário discutir com a sociedade as mudanças e criar a possibilidade de inclusão da massa de trabalhadores desempregados.

A prévia do PIB apresentada ontem pelo Banco Central (IBC-BR), que apontou para um crescimento da economia de 0,28%, segundo ele, mostra apenas o recorte de um momento e não uma tendência.

RESTAURANTES

SEMANA SABOROSA

O presidente do Sindicato dos Bares e Restaurantes, Moraes Neto, comemora os resultados da semana, com o Dia dos Namorados e o feriado de Corpus Christi. Ele conta que quinta-feira, chegou a faltar caranguejo em algumas barracas em função do crescimento da demanda.

Uma empresa sem estratégia faz qualquer negócio”

Michael Porter, professor norte-americano

RÁDIO

O POVO Economia da Rádio O POVO CBN (FM 95.5), a partir das 14 horas, de segunda a sexta.

TV

Você pode assistir ao programa O POVO Economia também através do portal: tv.opovo.com.br/opovoeconomia.