Participamos do

Airbnb: "Sem reserva de mercado"

01:30 | Mai. 16, 2017
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
[FOTO1]

A coluna de sábado informou que Fortaleza pode ser a primeira cidade do País a taxar o Airbnb. Um projeto de lei do vereador Michel Lins (PPS) pede a regulamentação do aplicativo que comercializa hospedagem e impõe a cobrança de 5% do ISS (Imposto sobre Serviços).


O Airbnb encaminhou uma resposta informando que tem o compromisso público de diálogo com governos e legisladores, e já assinou acordos de coleta de impostos em mais de 275 localidades ao redor do mundo.


A direção do aplicativo explica que, na semana passada, foi fechado o primeiro acordo na América Latina. A plataforma vai coletar, em nome dos anfitriões, o imposto de 3% de hospedagem e remeter para o governo da Cidade do México.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Em relação ao Brasil, o Airbnb explica que não existe imposto específico de turismo ou de hospedagem. Segundo o aplicativo, a iniciativa de cobrança de ISS não prosperou em outros municípios.


“É importante analisar com cuidado os argumentos ou acusações infundadas que, além de prejudicar pessoas físicas que realizam aluguel de temporada, muitas vezes são trazidos pelo setor hoteleiro para barrar a concorrência”, acrescenta a nota encaminhada à coluna.


CONOTEL


EVENTO PODE VIR PARA O CEARÁ


Fortaleza pode sediar o Congresso Nacional de Hotéis (Conotel) de 2018. A confirmação do nome da cidade deve sair na sexta-feira, durante a finalização do evento deste ano, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo. O evento reúne hoteleiros e também empresários da área de restaurantes para apresentação de assuntos, técnicos, mercadológicos e jurídicos.


TRANSPOSIÇÃO


NAS MÃOS DA JUSTIÇA


Parlamentares cearenses estiveram com a presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, pedindo atenção especial contra a “judicialização” exagerada das obras para a transposição das águas do Rio São Francisco.


O presidente da Comissão que trata do assunto na Assembleia Legislativa, deputado Carlos Matos (PSDB-CE), explica que há um impasse entre as empresas concorrentes, considerado legítimo, mas que está barrando os trabalhos. Ele conta que a continuidade do projeto não está mais nas mãos do governo do Estado, nem do Governo Federal, mas da Justiça.


Uma análise mais célere do processo, na avaliação de Carlos Matos, pode evitar o risco de colapso de água para 4 milhões de pessoas.


RIOMAR


TORRES EMPRESARIAIS CONCLUÍDAS


As torres empresariais construídas ao lado dos shoppings RioMar já estão prontas e, de 19 a 21 deste mês, haverá um reforço na estratégica de comercialização com a apresentação dos empreendimentos RioMar Trade Center Fortaleza e o Empresarial RioMar Kennedy.


CVTS


NOVOS TÉCNICOS


Ontem, o deputado federal Ariosto Holanda (PDT-CE) fez a entrega dos certificados de conclusão do curso de Auxiliar Administrativo aos alunos do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Manuel Dias Branco, da Companhia Docas do Ceará.


Detalhe: foram anunciados mais quatro novos cursos de capacitação tecnológica, dois de soldagem e dois de instalações elétricas, patrocinados pelo Grupo M. Dias Branco.


ESTANDE NA ÍNDIA


INSTITUTO BRASIL ÁFRICA


O Instituto Brasil África estará presente na Reunião Anual do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), que será realizada em Ahmedabad, na Índia, de 22 e 26 deste mês. O professor João Bosco Monte, presidente do Instituto, e o diretor de projetos internacionais, Bruno Bezerra, montarão um estande para a apresentação do 5º Fórum Brasil África, que será realizado em São Paulo nos dias 23 e 24 de novembro.


Os potenciais agropecuários e econômicos daquele continente serão discutidos nos dois encontros. A África gasta cerca de US$ 35 bilhões por ano em importações de alimentos e esse número pode chegar a US$ 110 bilhões até 2025.

 

IBC-BR


ECONOMIA SUSPIRA


Pelas contas do Banco Central, a economia brasileira ainda suspira. O País cresceu 1,12% no primeiro trimestre deste ano. Ou seja: há atividades econômicas que ainda conseguem compensar o desempenho ruim de outras. A agricultura foi um dos setores que surpreendeu e ajudou na obtenção de um indicador positivo no trimestre. A notícia é boa, mas não é possível dizer que há uma mudança capaz de sustentar a criação de novos empregos.

 

A economia, quando se apura muito, transforma-se em avareza”

Marquês de Maricá (1773-1848), pseudônimo de Mariano José Pereira da Fonseca, ministro da Fazenda de Dom Pedro I.

RÁDIO


O POVO Economia da Rádio O POVO CBN (FM 95.5), a partir das 14 horas. Destaque para o “Sobe e desce da economia”, com o jornalista Nazareno Albuquerque.


TV


Você pode assistir ao programa O POVO Economia também através do portal: tv.opovo.com.br/opovoeconomia.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente