PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

TV O POVO e o sinal digital

2017-10-01 00:00:00
NULL
NULL

 

Tânia Alves

O desligamento do sinal analógico das TVs, que ocorreu à meia-noite da quarta-feira passada (27/9), motivou manifestações de telespectadores que se mostraram preocupados com a adesão da TV O POVO ao sinal digital. O questionamento já vinha desde o início deste mês, mas se tornou mais amiúde recentemente. No dia 19 de setembro, um deles ligou para falar sobre o assunto: “Gostaria de saber quando a TV O POVO vai iniciar a transmissão de analógica para digital. Recebo o sinal da TV O POVO pelo canal 48 (sinal aberto). Até agora eles não anunciaram o início”, disse, ressaltando que a filha dele gosta dos desenhos retransmitidos pela emissora. Outro enviou email questionando: “É verdade que não existe previsão para a entrada do sinal digital da TV O POVO? Visto que o sinal analógico será desligado amanhã (27/9). Isso é frustrante”. Ele destacou ser a emissora uma ‘TV valiosa’, que já “recebeu grandes figuras e produziu programas enriquecedores”.


Sábado passado, a editoria Cotidiano havia publicado matéria sobre o fim da transmissão analógica na Região Metropolitana de Fortaleza. No comentário interno, eu alertei que aquela teria sido uma ótima oportunidade de abordar a mudança na TV O POVO. Fiz comentário semelhante na terça-feira passada quando a editoria Economia publicou matéria sobre o mesmo assunto.


Após a manifestação dos telespectadores, o diretor-adjunto de Redação, Erick Guimarães, enviou resposta na terça-feira passada, sem especificar uma data certa para a troca do sinal. A nota foi reproduzida na Coluna Vertical, do O POVO, no dia seguinte: “O sinal aberto da TV analógica será desligado em Fortaleza nesta quarta-feira, dia 27 de setembro. A TV O POVO continuará sendo transmitida normalmente na TV fechada, tanto na NET (canal 24) como na Multiplay (canal 23). Na TV aberta, o canal será o 48.1 e estará no ar nos próximos dias, assim que a instalação dos novos equipamentos digitais for concluída”. Agora se espera que as instalações dos novos equipamentos não demorem para não deixar margem para dúvidas. Até porque os usuários continuam a cobrar o início da transmissão digital.


DIVIRTA-SE X VIOLÊNCIA


O canal Divirta-se do O POVO Online é o espaço para divulgação de notas sobre amenidades especialmente ligadas ao mundo da televisão e de celebridades. É um dentre muitos espalhados em plataformas online pela Brasil que se voltam especificamente para este tipo de conteúdo. No domingo passado, duas notas postadas no canal chamaram atenção de uma leitora. Ela entendeu que o nome do canal não se conectava com o teor de duas informações sobre o reality show “A Fazenda”, transmitido pela Rede Record. “Fiz esse print (imagem) agora, domingo, dia 24/9/17, às 14h30min. Incomodou-me muito essa chamada, “Divirta-se”, e um homem xingando uma mulher. Logo abaixo, outra mulher passa mal ao ver essa violência. Será que tudo isso é mesmo tão divertido? Ou será a violência contra a mulher algo já banalizado pela nossa sociedade a ponto da coluna não perceber tal fato? Gostaria que isso fosse repensado pelos responsáveis”. A leitora se referia às seguintes notas: “A Fazenda: Fábio Arruda xinga Minerato após eliminação de Nicole Bahls” e “Mãe de Minerato é socorrida após briga e família aciona advogado”.


A internauta tem razão quando aponta o estranhamento entre o nome da editoria e o teor das notas. Embora tenha sido um fato que ocorreu dentro do reality show, xingamento não deve ser considerado divertido. Muito menos pode ser algo agradável uma mulher ser socorrida após uma briga. Na maioria das vezes, as notas publicadas no canal funcionam bem, pois são de entretenimento, inclusive com linguagem mais informal para atender a público específico que gosta de celebridades e as acompanha. Porém existem casos, como os citados pela leitora, que ficam fora do tom. Nessa situação, é necessário usar o bom senso para não se deixar levar simplesmente pelo apelo da audiência imediata.


A SUÍTE E O BOEING

[FOTO1]

Suíte, na linguagem jornalística, significa acompanhar o desdobramento de um fato que já foi noticiado anteriormente. É uma sequência de matérias, uma série. A velocidade determinada pela internet, em que as notícias têm atualização constante e os assuntos se multiplicam, torna difícil ter um acompanhamento sólido de um determinado assunto. Talvez o único que permaneça com desdobramento, hoje em dia, seja a Lava Jato. No entanto, este ano, O POVO trabalhou com um tema que foi um exemplo positivo de acompanhamento. Falo sobre o caso do Boeing 737-200 da Lufthansa, palco de um sequestro na Alemanha e que virou sucata no Aeroporto Internacional Pinto Martins.


O acompanhamento do caso no impresso começou no dia 5 de março passado. De lá até o último dia 23, foram publicadas pelo menos sete matérias sobre o assunto

(ver fac-símiles de matérias em três momentos distintos: 5 de março, 18 de junho e 23 de setembro). A história está devidamente contada nas páginas do impresso desde a descoberta do avião em solo cearense até a volta do Boeing para o território alemão, no último dia 23/9.


PARA ACIONAR A OMBUDSMAN


Os leitores das diversas plataformas do O POVO podem entrar em contato com a ouvidoria pelo WhatsApp (85) 988 93 98 07; por email (ombudsman@opovo.com.br) e telefone fixo (3255 6181). O leitor pode ainda visitar a ombudsman se necessário. Basta ligar e agendar.

 

Adriano Nogueira

TAGS