Eleições: especulação financeira mais acirrada
PUBLICIDADE

VERSÃO IMPRESSA

Eleições: especulação financeira mais acirrada

2018-09-11 01:30:00

A instabilidade do período pré-eleitoral é terreno fértil para especulações. Esta semana, com a apresentação de novas pesquisas, a tendência é de uma volatilidade maior. Mesmo com essas pressões, o mercado de câmbio fechou estável. O dólar, por exemplo, iniciou o dia com cotação superior a R$ 4,10, mas terminou sem grandes sobressaltos.

 

As análises feitas pelos especialistas é de que o Brasil caminha mais para uma vertente política de direita. Esse fato tranquiliza investidores financeiros. O consenso entre esses agentes do mercado passa pela visão negativa sobre políticos de esquerda, taxados como "gastadores". Portanto, um gestor de esquerda representa para esse segmento uma elevação do risco de aumento da dívida pública.

 

Para o investidor, o resgate dos 23 milhões de brasileiros que estão abaixo da linha de pobreza não representa a questão central no País. O importante é a garantia de um governo austero, segundo a velha cartilha ortodoxa de saneamento financeiro, que possa garantir o pagamento de juros aos seus credores.

 

Ou seja: a semana promete novas gangorras políticas e financeiras.

 

Tesouro Direto

 

VOLATILIDADE DOS JUROS

As aplicações financeiras também apresentam reflexos do ambiente nervoso. Ontem, o programa do governo de compras de títulos públicos (Tesouro Direto) não sofreu interrupção, mas foi colocado aviso sobre a volatilidade da taxa de juros e de que os preços estavam sendo atualizados. As ordens de aplicações e resgates foram feitas através do portal do investidor.

 

"O investimento público é importante, mas é só um fermentozinho da massa. Só cresce se tiver investimento privado, pequeno e grande”
Joaquim Levy, ex-ministro da Fazenda

 

Ceará 1

 

BUSCA DE INVESTIMENTOS

Com a economia brasileira em crise, o Ceará continua investindo na atração de recursos externos para a criação de novos negócios. Esta semana, o estado participa de missão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) no Japão e Coreia do Sul.

 

O titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico, (SDE), Cesar Ribeiro, participa da missão e anuncia que o foco está na atração de novas empresas para a Zona de Processamento de Exportação (ZPE-CE). Haverá uma apresentação dos benefícios oferecidos pela área alfandegada, em parceria com a Apex-Brasil e o Ministério das Relações Exteriores (MRE), em Tóquio e Seul. Na agenda estão visitas às fábricas da Nissan, Toyota, Hyundai Motors e Samsung.

 

RÁDIO
O POVO Economia da Rádio O POVO CBN (FM 95.5), a partir das 14 horas, de segunda a sexta.

 

FACEBOOK
Curta a nossa página: facebook/opovocbn

 

TV
Você pode assistir ao programa O POVO Economia também através do portal: tv.opovo.com.br/opovoeconomia

 

Ceará 2

 

US$ 7 BI EM CAPITAL JAPONÊS

Os investimentos japoneses e coreanos são expressivos. No Brasil, desde janeiro de 2013, foram anunciados mais de US$ 7 bilhões em capital de origem japonês, pelos dados da Rede Nacional de Informações sobre o Investimentos (Renai).

 

A Coreia do Sul também aplicou um valor significativo: segundo o MDIC, o total ultrapassou US$ 4 bilhões.

 

Centro de Eventos

 

GESTÃO DE EMPRESÁRIOS DO TURISMO

A gestão do Centro de Eventos do Ceará vem sendo discutida por empresários do setor de turismo. Existe pressão para que o equipamento seja retirado da pauta de concessão e novas ideias passaram a ser discutidas. Uma delas seria o repasse do equipamento para gestão de algumas entidades locais, que poderiam contratar executivo especializado no setor. As propostas estão sendo amadurecidas.

 

Viagens

 

DEMANDA GLOBAL

A procura por viagens domésticas e internacionais cresceu 6,2% em julho, comparado ao mesmo mês de 2017. O número, fornecido pela Associação Internacional de Transporte Aéreo, revela como as companhias aéreas poderiam ter um crescimento maior. A oferta das empresas aéreas subiu 5,5% na mesma comparação. O aproveitamento dos aviões foi considerado recorde no mês (85,2%).

 

Com a entrada de novas companhias no mercado, inclusive internacionais, a tendência deve ser de uma maior oferta de voos e preços.

 

Regulação

 

FORTALEZA ONLINE EM RONDÔNIA

A secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Águeda Muniz, continua com sua peregrinação por outras cidades para apresentar o Programa Fortaleza Online. Hoje, a secretária participa do 1° Fórum Executivo sobre Licenciamentos de Construções, em Porto Velho, em Rondônia. O encontro discutirá novas legislações e tecnologias para construções.

 

TAGS