PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Fraport Brasil tem receita de 76,4 milhões de euros

01:31 | 10/08/2018

A empresa alemã Fraport, que administra o Aeroporto Pinto Martins, apresentou ontem os resultados financeiros dos últimos seis meses.

O grupo alemão, como já tinha sido antecipado pela coluna, aumentou em 13% suas receitas, que passaram para 1,532 bilhão de euros. O crescimento foi impulsionado por um maior volume de taxas aeroportuárias, serviços de segurança, e estacionamento.

 

O Brasil deu sua contribuição para este resultado. Os dois aeroportos brasileiros (Fortaleza e Porto Alegre) conseguiram uma receita de 76,4 milhões de euros no semestre passado. O valor ficou abaixo da operação realizada na Grécia (83,5 milhões de euros). Vale lembrar que no primeiro semestre de 2017, os dois aeroportos no Brasil ainda não eram operados pela Fraport.

 

Como os investimentos ainda estão sendo consolidados, no balanço da empresa, foi destacado o volume de despesas com juros nos aeroportos brasileiros e gregos, com uma influência negativa no resultado financeiro, embora o lucro líquido do grupo tenha aumentado 2,8%.

 

Novos voos1

 

IMPACTO NO PIB

Com a entrada de novos voos internacionais da Air France-KLM, que funcionarão a partir de 2019, o Ceará deve alcançar a marca de 60 voos internacionais por semana. O secretário de Planejamento, Maia Júnior, acredita que esses números impactarão no PIB do turismo.

 

Novos voos 2

 

CRESCIMENTO EM JERICOACOARA

Os novos voos em Jericoacoara também representam outro destaque. O aeroporto da localidade já atinge quase 12% do movimento do Aeroporto Pinto Martins. A expectativa é de um resultado ainda melhor.

 

Novos voos 3

 

E O TURISMO CORPORATIVO?

O turismo de negócios foi esquecido na pauta de reivindicações do setor encaminhada ao presidenciáveis pelo Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) e pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Detalhe: essa é uma área que movimenta o segmento o ano inteiro.

 

Investimentos

 

FATOS X PALAVRAS

O secretário Élcio Batista fez um belo discurso durante abertura do evento Ceará Global, ontem, na Federação das Indústria, ressaltando a força da parceria entre o Estado e a sociedade civil.

 

Infelizmente a realidade é mais complicada. Nos bastidores, representantes de câmaras de comércio internacionais reclamavam da burocracia e do despreparo para o fechamento de contratos com o governo.

 

Um deles, na área híbrida, que deveria ser realizado em regime de urgência, está na gaveta há três anos.

 

Comércio internacional

 

DESBRAVADORES NAS IMPORTAÇÕES

As importações de produtos foi a porta de entrada para muitos negócios internacionais com empresários cearenses. A assessora especial de Assuntos Internacionais da Prefeitura de Fortaleza, Patrícia Macêdo, contou ontem para a coluna o trabalho do empresário José Dias de Macêdo.

 

O fundador do grupo J.Macêdo, que completou 99 anos quarta-feira, foi o primeiro importador do Jeep Willys Overland para comercialização no Ceará, ainda na década de 1950. Teve que montar uma autoescola porque as pessoas não sabiam dirigir.

 

O último modelo fabricado no Brasil foi dado de presente ao empresário pela Jeep e ainda está funcionando na fazenda Canhotinho, em Quixeramobim.

 

Fortbrasil

 

CAPTAÇÃO DE R$ 95 MILHÕES

A Fortbrasil Administradora de Cartões de Crédito S/A captou R$ 95 milhões através de operação de securitização de recebíveis. Ou seja: vendeu parte da carteira de créditos a um fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC). Os recursos serão destinados à expansão da empresa.

 

O FIDC passou por avaliação da agência internacional de classificação de risco Fitch Ratings, que atribuiu a nota "BBB- sf (bra)". Portanto, tem "grau de investimento" em relação a finanças estruturadas no Brasil.

 

Talvez a Fiat seja grande demais para a Itália, mas é pequena para o mundo"

Gianni Agnelli (1921-2003), antigo presidente da Fiat

 

RÁDIOO POVO Economia da Rádio O POVO CBN (FM 95.5), a partir das 14 horas, de segunda a sexta.

 

FACEBOOKCurta a nossa página: facebook/opovocbn

 

TVVocê pode assistir ao programa O POVO Economia também através do portal: tv.opovo.com.br/povoeconomia.