PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Ceará terá centro de tecnologia em parceria com Portugal

01:30 | 21/02/2018

O Ceará será o segundo local do País, depois do Distrito Federal, a ganhar um polo do projeto Atlantic International Research Centre (Air Centre). Criado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior português, o empreendimento pretende estabelecer parcerias que impulsionem as áreas de ciência, tecnologia e negócios entre os países banhados pelo Oceano Atlântico e a Europa.

Bases do Air Centre estão sendo implantadas no Brasil, Portugal, Espanha, Angola, Cabo Verde, Nigéria e Uruguai, com propostas de setores das ciências para promover novos conhecimentos sobre fatores geográficos, climáticos e energéticos no Atlântico Equatorial.

A ideia consiste em estabelecer redes de estudos não apenas relacionados à economia marítima, mas também voltados para o setor energético e espacial. O Ceará foi escolhido como prioridade nesse projeto em função do relacionamento desenvolvido com o governo português.

Desde 2016, o acordo começou a ser negociado e já inclui parcerias com a UFC, Uece, IFCE e Funceme.

TECNOLOGIA

PORTA PARA A EUROPA

O professor Hermano Carvalho, um dos coordenadores do projeto Air Centre no Ceará e da Pós-Graduação em Administração da Uece, explica que a iniciativa de criação de redes de parcerias partiu do próprio ministro de Ciência e Tecnologia de Portugal, Miguel Heitor. Inicialmente a ideia surgiu como uma tentativa de utilização das bases americanas nas ilhas dos Açores. O projeto, entretanto, ganhou dimensão muito maior.

Para o Brasil e o Ceará, especificamente, a implantação de uma estrutura de pesquisa representa a possibilidade de novos negócios com a União Europeia. “Trata-se de uma abertura de portas para aquele continente”, acrescenta.

Esta semana haverá uma reunião de trabalho para discutir a implantação do projeto, mas algumas parcerias já estão funcionando, como editais da Funcap para pesquisas conjuntas.

MUDANÇAS ECONÔMICAS 1

DA GELADEIRA PARA O MICRO-ONDAS

 

O Governo Federal resolveu tirar da geladeira projetos para melhorar os indicadores econômicos, na tentativa de suprir parte das receitas esperadas com a reforma da previdência que não virá, ao menos esse ano, aparentemente.

Mudanças no PIS/Cofins e a privatização da Eletrobras já estavam no radar do governo, que tenta agora aplacar a decepção do mercado, por conta da ausência da reforma.

 

MUDANÇAS ECONÔMICAS 2

PROPOSTA DE TASSO

No pacote de 15 propostas apresentadas pelo governo na tentativa de melhorar os indicadores econômicos, está a nova lei de finanças públicas. O projeto é de autoria do senador Tasso Jereissati e foi aprovada no Senado em 2017.

Dentre as mudanças está a alteração do processo orçamentário brasileiro na Lei de Responsabilidade Fiscal e na Lei de Finanças Públicas.

NOVA PORTARIA

ZPE COM CRITÉRIOS AMBIENTAIS

 

A ZPE Ceará seguirá agenda socioambiental. Foi publicada, no Diário Oficial, portaria que estabelece os critérios que devem ser seguidos no consumo sustentável e na redução, reúso e reciclagem de resíduos gerados. Uma comissão gestora ficará responsável pelo exame das iniciativas e diagnósticos.

PORTO

AVANÇOS PARAGUAIOS

O Paraguai tem conseguido avanços e atração de empresas brasileiras. Ontem, foi inaugurado o Porto Concepción, empreendimento que pretende exportar a soja do Mato Grosso do Sul. Detalhe: o porto possui até laboratório para verificação e análise de qualidade do grão, bem como escritórios do Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Vegetal.

Moral da história: é preciso agregar serviços nessas áreas.

“Os maiores êxitos não são os que fazem mais ruídos e sim nossas horas mais silenciosas”

FRIEDRICH NIETZSCHE  (1844-1900), filósofo alemão

RÁDIO

 

O POVO Economia da Rádio O POVO CBN (FM 95.5) a partir das 14 horas. Destaque para o quadro “Atacado e Varejo”, com o jornalista Eliomar de Lima.

 

FACEBOOK

Curta a nossa página: facebook/opovocbn

TV

Você pode assistir ao programa O POVO Economia também através do portal: tv.opovo.com.br/ opovoeconomia.