PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Goleador-mor é do Barça, mas não Neymar & outras notas

2017-06-10 17:00:00
NULL
NULL
[FOTO1]

Artilheiro icoense Felipe Castro aumentou sua média e enfiou cinco sendo um de placa, na terça do Arklos Sport, aliás é chamado pelos companheiros de Felipe Barça pois quando morou em Barcelona torcia fervorosamente pelo time campeão do mundo.


Não ouvi ainda nos noticiários radiofônicos verbo apropriado para o transe porque passa o presidente da República, mais correto seria apear, significando “derrubar do cavalo”.


Agradecendo honraria da Associação Comercial, Roberto Farias fez apanhado de sua vida profissional, construtor civil, administrador municipal e, faz mais de 30, aferidor-premiador, não esquecendo período de professor quando teve como alunos, entre outros, duas jacarecanguenses, Tida Leal e Vera Valente.


Na ocasião, ele contou com filhos Leonardo e Roberta, mais genro Sílvio Montezuma, porém mulher Leda que foi festejar natalício no Rio levando outra filha Raquel Banhos, não pôde estar presente.


Pela segunda vez em Ibiza ocupei o Paladium Palace um cinco estrelas da Praia Den Bossa, foi meu amigo Tony Ripoll que me ensejou conseguindo a difícil reserva e generoso desconto pois companheiro de infância do proprietário, Antônio Matutes trata-se, no caso, de um hotel tipo “pulserinha no braço” permitindo usufruir dos restôs e bares tudo já incluído na diária, shows toda noite acontecem, de modo que quem não pretender sair nem precisa, comida de primeira e serviço impecável.


O senhor (Francisco José) Lima Matos, ex-tocador das Finanças Estaduais, perdeu um dia das corridas ribeirinhas todavia ganhou no fim-de-semana serrano pois sobe às quintas com Fernanda.


Reabrindo as portas (portão) domingo passado, Paulo Sérgio me fez Santa Cruz recordar La Boqueria de Barcelona quando cortou ainda mais fininho insuperável Pata Negra que Miguel, garçom mais ágil do melhor mercado do mundo, serve o Degas aqui no almoço antes que eu deixe as Ramblas rumo Hotel Colon que fica perto para a indispensável siesta espanhola.


José Augusto Bezerra vai reeditar Os Brilhantes de Rodolfo Teófilo sendo bom prevenir nada tem a ver com a história da placa dessa preciosa pedra que milionário dos anos dourados presenteou amante ainda mais picante quando se soube que sua própria mulher havia entrado com algum para completar quantia a ser paga ao vendedor.


Na Revista O POVO da CBN abordei quarta, questão do aperto de mão entre médico e paciente no consultório estabelecendo que não sendo propriamente higiênico cordial cumprimento em questão deve ser evitado porém salientando que se o doutor toma a iniciativa e estende, deve ser honrado não deixando de mão abanando.


E vou ficando por aqui confessando que minhas intenções hoje são quase completamente dominicais.


Adriano Nogueira

TAGS